Pigmum

arte e outros riscos

Filtering by Tag: recife

Giro cultural: 9 exposições em cartaz no Nordeste para você visitar em agosto

Agosto tá aí e tem muita exposição de arte em cartaz no Nordeste só esperando pela sua visita! Pra te ajudar a entrar no segundo semestre com a programação cultural em dia, o Pigmum selecionou uma exposição em cada capital da região, como já virou tradição por aqui.

O destaque dessa vez vai para as 196 peças de arte africana que estão expostas no Centro Cultural Vale Maranhão (CCVM), em São Luís (MA). Também tem o retorno de Rodrigo Braga ao Recife (PE) e uma retrospectiva de Zé Tarcísio em Fortaleza (CE). Mas vamos ao que interessa:

Salvador (BA)

Visão geral da exposição  'Transeunte',  na galeria RV Cultura e Arte

Visão geral da exposição 'Transeunte', na galeria RV Cultura e Arte

O artista e sua condição de sujeito no espaço urbano é o tema da exposição ‘Transeunte’, que reúne trabalhos dos paulistas Alex Hornest e Guilherme GAFI e dos baianos Ananda Nahu e Pedro Marighella. Esses artistas encontram na urbe o substrato de suas produções poéticas, não apenas a partir do trânsito pelas cidades, mas também se incorporando a elas. O resultado dessas vivências se materializa nos desenhos, pinturas e esculturas da coletiva.

'Pensamentos'  (2017) e  'Percepção'  (2017), tinta duco e acrílico sobre tela, de Alex Hornest

'Pensamentos' (2017) e 'Percepção' (2017), tinta duco e acrílico sobre tela, de Alex Hornest

'Contra-ataque'  (2017), acrílica e marcador sobre papel de Pedro Marighella

'Contra-ataque' (2017), acrílica e marcador sobre papel de Pedro Marighella

Obras  'Ibadan'  (2016) e  'Passarinhos'  (2016), da série  'Tropical',  de Ananda Nahu.  Técnica: acrílico sobre tela

Obras 'Ibadan' (2016) e 'Passarinhos' (2016), da série 'Tropical', de Ananda Nahu.  Técnica: acrílico sobre tela

SERVIÇO:

Exposição: Transeunte
Artista: Coletiva
Até 25 de agosto, de segunda à sexta-feira, das 10h às 18h e aos sábados, das 10h às 16h
Local: RV Cultura e Arte
Endereço: Av. Cardeal da Silva, 158, Rio Vermelho. Salvador - Bahia. Telefone: (71) 3347-4929
Entrada gratuita.
 


São Luís (MA)

Visão parcial da exposição  'Africana: o diálogo das formas' , que conta com 196 peças de arte africana

Visão parcial da exposição 'Africana: o diálogo das formas', que conta com 196 peças de arte africana

A capital maranhense recebe o acervo de arte africana do colecionador pernambucano Eduardo Couto. É a primeira vez que a coleção – iniciada há 23 anos – é exposta em seu conjunto. São 196 peças, entre máscaras, esculturas e objetos cerimoniais ou de uso cotidiano, de 62 povos que habitam 14 países do continente africano. A mostra pontua principalmente a sofisticação estética das obras e sua diversidade escultórica e semântica, associada às tradições e a funções sociais que permanecem até hoje, justificando assim a produção atual desse tipo de arte em uma região que apresenta produção artística cada vez mais diversa e contemporânea.

A sofisticação estética e as qualidades escultóricas das peças são o ponto alto da mostra

A sofisticação estética e as qualidades escultóricas das peças são o ponto alto da mostra

'Máscara Senufo ', da Costa do Marfim. Fotografia: Edgar Rocha

'Máscara Senufo', da Costa do Marfim. Fotografia: Edgar Rocha

'Máscara Gueledé' , do povo Iorubá, Nigéria. Fotografia: Edgar Rocha

'Máscara Gueledé', do povo Iorubá, Nigéria. Fotografia: Edgar Rocha

SERVIÇO:

Exposição: Africana: o diálogo das formas
Artista: Coletiva
Até 1 de novembro, de terça-feira a domingo, das 10h às 19h
Local: Centro Cultural Vale Maranhão
Endereço: Av. Henrique Leal, 149 – Praia Grande. São Luís - Maranhão.
Entrada gratuita.


Recife (PE)

'Mortalha Mútua' , uma das fotografias de Rodrigo Braga presentes na mostra

'Mortalha Mútua', uma das fotografias de Rodrigo Braga presentes na mostra

Após anos sem expor na capital pernambucana, Rodrigo Braga retorna ao Recife com a mostra ‘Agricultura da Imagem’, que já circulou por cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Fortaleza e foi vista por mais de 220 mil pessoas. Em suas fotografias e vídeos, o artista amazonense – que cresceu no Recife e hoje vive no Rio de Janeiro – traz a metáfora do fotógrafo como agricultor, que em seu ato de criação realiza o arado e o plantio das imagens. Ao montar suas cenas antes de fotografá-las, Braga vai de encontro à concepção de fotografia como captura do instantâneo. As imagens foram ‘cultivadas’ pelo artista ao longo dos últimos cinco anos, principalmente em suas andanças pela Amazônia.

Rodrigo Braga Agricultura da Imagem
Rodrigo Braga Agricultura da Imagem
Rodrigo Braga Agricultura da Imagem

SERVIÇO:

Exposição: Agricultura da Imagem
Artista: Rodrigo Braga
Até 6 de setembro, de terça à sexta-feira, das 9h às 17h, aos sábados e domingos, das 14h às 17h
Local: Museu do Estado de Pernambuco
Endereço: Avenida Rui Barbosa, 960, Graças. Recife – Pernambuco. Telefone: (81) 3184-3174
Entrada gratuita


Natal (RN)

Lucas MDS A Estrada é Longa

O vaqueiro, a cozinheira, a costureira, entre outras personagens do interior do Rio Grande do Norte ganham espaço na Galeria de Arte do SESC Cidade Alta por meio da pintura do potiguar Lucas MDS. Ao todo, são dez trabalhos – feitos em aquarela, acrílica, graffiti e aerografia – que colocam em evidência senhores e senhoras de mais idade, que levam suas vidas com simplicidade e muito trabalho. A abordagem curatorial busca reconhecer o valor dessas pessoas e de suas tradições em nossa sociedade. A exposição dá continuidade ao calendário de 2018 da galeria, que selecionou seis propostas via edital.

Lucas MDS A Estrada é Longa
38200076_2239515666089311_2247797028719427584_o.jpg

SERVIÇO:

Exposição: A Estrada é Longa
Artista: Lucas MDS
Até 5 de setembro, de segunda à sexta-feira, das 9h às 19h, exceto finais de semana e feriados
Local: Galeria de Arte do SESC Cidade Alta
Endereço: Rua Coronel Cascudo, 33, Cidade Alta. Natal – Rio Grande do Norte. Telefone: (84) 3133-0360
Entrada gratuita.


Maceió (AL)

Obras de Patrícia Melro. Técnica: pastel seco sobre papel linho

Obras de Patrícia Melro. Técnica: pastel seco sobre papel linho

Patrícia Melro Qual é o Seu Papel Galeria Gamma
Patrícia Melro Qual é o Seu Papel Galeria Gamma

Já na nova exposição da Galeria Gamma, o papel é a personagem principal! O material foi utilizado como suporte pelos nove artistas da mostra, que também foram desafiados a pensar sob uma perspectiva polissêmica, explorando outros significados possíveis dessa palavra, que em grego é expressa pelo termo ‘Xαρτί’. A dimensão social se confunde, portanto, à versatilidade física do material, que é colocada à prova em desenhos, pinturas, colagens, fotografias e até esculturas de papel.

Escultura feira de papel. Durante a abertura, a obra foi utilizada durante performance da artista Vera Gamma

Escultura feira de papel. Durante a abertura, a obra foi utilizada durante performance da artista Vera Gamma

O fotógrafo Felipe Camelo e uma de suas obras

O fotógrafo Felipe Camelo e uma de suas obras

SERVIÇO:

Exposição: Xαρτί: Qual o Seu Papel?
Artista: Coletiva
Até 30 de setembro, de segunda a sexta-feira, das 14 às 19h e aos sábados, das 9h às 13h
Local: Galeria Gamma
Endereço: Av. Luiz Ramalho de Castro, 899, Jatiúca. Maceió – Alagoas. Telefone: (82) 3377-3979
Entrada gratuita.


Fortaleza (CE)

Público conferindo a exposição retrospectiva de Zé Tarcísio, durante a abertura

Público conferindo a exposição retrospectiva de Zé Tarcísio, durante a abertura

A obra e a intimidade de Zé Tarcísio se confundem nesta exposição retrospectiva que homenageia as mais de cinco décadas de produção artística do cearense. São mais de cem trabalhos expostos, entre pinturas, esculturas, instalações, fotografias e vídeos, que dividem o espaço com depoimentos do artista. O público é convidado o tempo todo a adentrar seu universo poético, que atravessa questões tanto pessoais como sociais. Entre as obras está ‘Regador’ (1974), que pertence ao acervo do Museu de Belas Artes do Rio de Janeiro e chegou a virar selo dos Correios em 1976.

'Regador'  (1974). Fotografia: Luiz Alves

'Regador' (1974). Fotografia: Luiz Alves

'Golpe'  (1973). Fotografia: Luiz Alves

'Golpe' (1973). Fotografia: Luiz Alves

'Padra Sobre Pedra'.  Fotografia: Luiz Alves

'Padra Sobre Pedra'. Fotografia: Luiz Alves

SERVIÇO:

Exposição: Zé – Acervo de Experiências Vitais
Artista: Zé Tarcísio
Até 30 de novembro, de terça à sexta-feira, das 9h às 19h e aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h
Local: Museu de Arte Contemporânea do Ceará - MAC-CE
Endereço: Rua Dragão do Mar, 81 - Praia de Iracema. Fortaleza - Ceará (Centro Cultural Dragão do Mar de Arte e Cultura). Telefone: (85) 3488-8621
Entrada gratuita.


João Pessoa (PB)

Heloísa Maia On The Road Energisa
OFICIAL.jpg

A paraibana Heloísa Maia é uma cidadã do mundo! Atualmente radicada nos Estados Unidos, a artista – que tem 30 anos de carreira – já passou por várias partes do globo, sempre transformando em arte os rostos e sombras do cotidiano desses lugares. Aparentemente ela leva à sério o estilo de vida da geração beatnik, movimento sociocultural norte-americano que influenciou a juventude na década de 1960 e produziu livros célebres como o do escritor Jack Kerouac: ‘On The Road’, que também dá nome à exposição de Heloísa. Ao todo são 44 obras, entre desenhos e pinturas. Todas produzidas em 2018.

Heloísa Maia On The Road Energisa
Heloísa Maia On The Road Energisa

SERVIÇO:

Exposição: On The Road
Artista: Heloísa Maia
Até 9 de setembro, de terça-feira a domingo, das 14h às 20h
Local: Usina Cultural Energisa
Endereço: Rua João Bernardo de Albuquerque, 243, Tambiá. João Pessoa – Paraíba. Telefone: (83) 3221-6343
Entrada gratuita.


Teresina (PI)

Jader Damasceno Galeria Montmartre
Evaldo Oliveira Galeria Montmartre

A galeria Montmartre quer se aproximar ainda mais do público local e pra isso tem promovido uma série de exposições em outros espaços. Agora, levou pela segunda vez as pinturas de 21 artistas às paredes do restaurante Vertigo Gastrobar. A ideia é mostrar que a arte é o resultado da conexão do artista consigo mesmo, com o outro e com a sua condição espaço-temporal.

Galeria Montmartre Vertigo Gastrobar

SERVIÇO:

Exposições: Conexões
Artistas: Coletiva
Até 7 de outubro, de segunda-feira a domingo, das 12h às 00h
Local: Vertigo Gastrobar
Endereço: Rua Aviador Irapuã Rocha, 2370, Ininga. Teresina - Piauí. Telefone: (86) 3233-4338
Entrada gratuita.


Aracaju (SE)

Ofá Modê Galeria J Inácio

Fechando a lista, temos as esculturas de Josemir da Silva Costa, mais conhecido como Ofá Modê, cujo trabalho está diretamente ligado à iconografia das tradições de matriz africana, principalmente ao Candomblé. São 15 peças feitas de cimento e diferentes metais, expressando símbolos da cultura afro-brasileira. ‘Origem’ integra o edital 2018 de exposições da Galeria de Arte J. Inácio, mas acontece excepcionalmente no Corredor Cultural Wellington dos Santos ‘Irmão’, na sede da Secretaria de Estado da Cultura de Sergipe (Secult-SE), devido a reforma do prédio que abriga a galeria.

Ofá Modê Galeria J Inácio
Ofá Modê Galeria J Inácio

SERVIÇO:

Exposição: Origem
Artista: Ofá Modê
Até 6 de setembro, de segunda à sexta-feira, das 8h às 13h
Local: Corredor Cultural Wellington dos Santos ‘Irmão’
Endereço: Rua Vila Cristina, 1051, Bairro 13 de Julho (Secretaria de Estado da Cultura de Sergipe – Secult-SE). Aracaju – Sergipe. Telefone: (79) 3198-7803
Entrada gratuita.

Giro cultural: 9 exposições de arte em cartaz no Nordeste para visitar em março

Março chegou e finalmente parece que 2018 começou! Diversas exposições estão em cartaz no Nordeste e muitas galerias, museus e centros culturais já anunciaram novas exposições para os próximos dias. Como sempre, destacamos uma mostra em cada capital e é preciso ressaltar a presença das mulheres nesta edição, com trabalhos artísticos, assinando curadorias, à frente de galerias particulares... Enfim, ocupando todos os espaços que cercam o campo das artes!

Também chama atenção o número de exposições coletivas: cinco ao todo, sendo uma delas a exposição 'Acervo dos Salões', no MAM da Bahia, com obras de artistas premiados ao longo de 15 edições de um dos principais eventos de arte contemporânea do país.

Mas chega de papo e vamos direto ao assunto:

Recife (PE)

Obras da artista Gio Simões

Obras da artista Gio Simões

gio simões amparo 60

Março é o mês das mulheres e a gente já começa com uma exposição inteiramente delas! A Galeria Amparo 60 reuniu 11 artistas mulheres na mostra 'A Noite Não Adormecerá', que apresenta 15 obras de arte contemporânea, transitando entre a pintura, a videoarte, o grafite e a instalação. A ideia da mostra surgiu após a proprietária da galeria, Lúcia Santos, constatar a recorrente ausência de artistas mulheres nas aberturas de exposições da Amparo 60 e a emergência de ampliar os espaços de atuação delas na cena artística contemporânea de Pernambuco. Entre os discursos das obras, há lugar para anarquia, violência, crítica política, corpos, territórios e mergulhos subjetivos. Quem assina a curadoria é a jornalista e mestra em artes visuais, Julya Vasconcelos.

Convidados prestigiam a abertura da exposição

Convidados prestigiam a abertura da exposição

Obra da artista Regina José Galindo, da Guatemala

Obra da artista Regina José Galindo, da Guatemala

Exposição: A Noite Não Adormecerá
Artista: Coletiva
Até 21 de abril, de terça a sexta-feira, das 10h às 19h e aos sábados, das 11h às 17h
Local: Galeria Amparo 60
Endereço: Rua Artur Muniz, 82, 1º andar, salas 13 e 14, Boa Viagem. Recife – Pernambuco (Edifício Califórnia, entrada pelo restaurante Alphaiate). Telefone: (81) 3033-6060
Entrada gratuita

SERVIÇO:


Teresina (PI)

'Reverência' , pintura sobre tela de Regina Moraes

'Reverência', pintura sobre tela de Regina Moraes

Pela primeira vez no Nordeste, o projeto 'Mares, Flores e Estrelas Guias' chega à Teresina com a exposição 'Circuito Arte Brasil', assinada pela curadora paulista Ângela de Oliveira, que já promoveu exposições de artistas brasileiros em diversas cidades do país e também do exterior, como Miami, Nova York, Porto, Viena, Paris e Barcelona. Em Teresina, as obras de 18 artistas estão reunidas na Galeria Montmartre, no bairro Noivos. Representando o Piauí, estão as artistas Amanda Coelho, Christiane Fontenelle, Larissa Palha Dias e Gina Castelo Branco, mas a coletiva também apresenta o trabalho de talentos de Minas Gerais, Bahia, Ceará, São Paulo, Rio Grande do Sul e Paraná. Uma ótima oportunidade para o público piauiense conhecer novos nomes da arte brasileira.

Público prestigia as obras da exposição na noite do vernissage

Público prestigia as obras da exposição na noite do vernissage

Um dos trabalhos integrantes da mostra

Um dos trabalhos integrantes da mostra

Exposição: Circuito Arte Brasil
Artista: Coletiva
Até 30 de março, de segunda-feira a sábado, das 10h às 19h
Local: Montmartre Arte e Galeria
Endereço: Rua Professor Pires Gayoso, 689, Bairro Noivos, Teresina – Piauí. Telefone: (86) 98855-8626
E-mail: montmartreloja@gmail.com
Entrada gratuita.

SERVIÇO:


Aracaju (SE)

Retrato de família misturado à lama de rejeitos de mineração da tragédia de Mariana-MG

Retrato de família misturado à lama de rejeitos de mineração da tragédia de Mariana-MG

Um mês após o rompimento da barragem de rejeitos de minério em Mariana-MG, a fotógrafa Iza Foz esteve na cidade e registrou objetos espalhados pela lama, na tentativa de conhecer um pouco do cotidiano do povoado de Bento Rodrigues, lugar mais afetado pela tragédia. Nas fotos, o flagrante da rotina dos moradores, interrompida e ligada para sempre ao maior desastre ambiental do Brasil: a panela do almoço coberta de lama, o fogão arremessado ao telhado, o quadro quebrado com o retrato da família. A catástrofe aconteceu em 5 de novembro de 2015, afetou 39 cidades e deixou 19 mortos. Para nunca esquecer!

A exposição está em cartaz no charmoso Café da Gente, anexo ao Museu da Gente Sergipana

A exposição está em cartaz no charmoso Café da Gente, anexo ao Museu da Gente Sergipana

O Café da Gente sempre disponibiliza seu espaço para realização de exposições temporárias

O Café da Gente sempre disponibiliza seu espaço para realização de exposições temporárias

Exposição: Da Lama à Alma
Artista: Iza Foz
Até 6 de abril, de terça-feira a domingo, das 10h às 18h
Local: Café da Gente
Endereço: Avenida Ivo do Prado, 398, Centro. Aracaju – Sergipe (Museu da Gente Sergipana). Telefone: (79) 3246-3186
Entrada gratuita.

SERVIÇO:


Fortaleza (CE)

Imagem retirada da animação  'Barbara Balaclava'  (2016), de Thiago Martins de Melo

Imagem retirada da animação 'Barbara Balaclava' (2016), de Thiago Martins de Melo

Cinco pequenas mostras ocupam as salas do Museu de Arte Contemporânea do Ceará na exposição '/Simultâneos/'. O maranhense Thiago Martins de Melo apresenta o filme de animação 'Barbara Balaclava' (2016), que questiona feridas abertas (e ainda atuais) como massacre indígena e desapropriação de terras. Já a artista Lis Paim mostra pela primeira vez seu arquivo audiovisual constituído a partir das ruínas do Alagoas Iate Clube, um antigo clube modernista localizado dentro do mar, no principal cartão postal de Maceió-AL. Ainda no campo da fotografia, a exposição exibe fragmentos de álbuns de famílias da região cearense do Cariri, com fotos produzidas pela artista Telma Saraiva, que na metade do século XX desenvolveu uma técnica para colorir fotografias em preto e branco, utilizando pintura. Tem também uma mostra com obras dos acervos do MAC-CE e da Pinacoteca do Estado do Ceará que aproximam diferentes artistas sob o universo da mulher. E por fim, o paulista Ricardo Basbaum convida o público a participar de sua instalação, oferecendo um objeto de aço que o participante deve levar para casa e realizar uma experiência artística.

As ruínas do Alagoas Iate Clube, na mostra  'Montando Uma Ruína' , projeto assinado por Lis Paim

As ruínas do Alagoas Iate Clube, na mostra 'Montando Uma Ruína', projeto assinado por Lis Paim

Uma das fotografias pintadas pela pioneira Telma Saraiva

Uma das fotografias pintadas pela pioneira Telma Saraiva

'Negra Gorda' , obra de Antônio Bandeira, na mostra de acervos

'Negra Gorda', obra de Antônio Bandeira, na mostra de acervos

Exposição: /Simultâneos/
Artista: Coletiva
Até 13 de maio, de terça à sexta-feira, das 9h às 19h e aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h
Local: Museu de Arte Contemporânea do Ceará - MAC-CE
Endereço: Rua Dragão do Mar, 81 - Praia de Iracema. Fortaleza - Ceará (Centro Cultural Dragão do Mar de Arte e Cultura). Telefone: (85) 3488-8621
Entrada gratuita.

SERVIÇO:


São Luís (MA)

Últimos dias para conferir a exposição  'Afetos' , de Edgar Rocha

Últimos dias para conferir a exposição 'Afetos', de Edgar Rocha

Últimos dias para conferir a exposição 'Afetos', com fotografias do paulistano Edgar Rocha, radicado há mais de 40 anos no Maranhão. Ao longo de sua carreira, o fotógrafo fez registros que expressam elementos das tradições, dos saberes e do patrimônio da cultura popular maranhense, como as celebrações e o cotidiano dos navegantes. A mostra retrospectiva reúne 70 fotografias entre imagens coloridas e também em preto e branco. Destaque especial para a luz intimista de algumas fotografias, tiradas ao cair da tarde.

A luz das fotografias de Edgar Rocha é um dos principais elementos de sua estética

A luz das fotografias de Edgar Rocha é um dos principais elementos de sua estética

afetos edgar rocha ccvm

Exposição: Afetos
Artista: Edgar Rocha
Até 17 de março, de terça-feira a domingo, das 10h às 19h
Local: Centro Cultural Vale Maranhão
Endereço: Av. Henrique Leal, 149 – Praia Grande. São Luís - Maranhão.
Entrada gratuita.

SERVIÇO:


Salvador (BA)

O MAM-BA reuniu obras de artistas premiados durante as 15 edições do Salão da Bahia, entre 1994 e 2008

O MAM-BA reuniu obras de artistas premiados durante as 15 edições do Salão da Bahia, entre 1994 e 2008

O Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA) continua promovendo ações significativas de seu projeto Estado Bienal, na tentativa de trazer de volta ao circuito artístico brasileiro a Bienal de Arte da Bahia. Dessa vez, o MAM-BA reuniu obras de artistas premiados ao longo das 15 edições do Salão da Bahia, entre 1994 e 2008. O evento colaborou, por meio de prêmios de aquisições, com a formação de um acervo público de obras de arte contemporânea, tornando-se um dos mais relevantes difusores da arte brasileira na virada do século. Com essa mostra retrospectiva, o MAM-BA não apenas homenageia o Salão da Bahia, como evidencia a indispensável contribuição de eventos como esse na composição do patrimônio cultural do país.

acervo dos salões MAM-BA
acervo dos salões MAM-BA
acervo dos salões MAM-BA

Exposição: Acervo dos Salões
Artistas: Coletiva
Até 29 de abril, de terça-feira a sábado, das 13h às 18h
Local: Capela do Museu de Arte Moderna da Bahia – MAM-BA
Endereço: Av Lafayete Coutinho, s/n, Largo Dois de Julho, Salvador – Bahia. Telefone: (71) 3117-6139
E-mail: ascom.mam@gmail.com
Entrada gratuita.

SERVIÇO:


Maceió (AL)

Pintura de Lula Nogueira. Um panorama da folia maceioense

Pintura de Lula Nogueira. Um panorama da folia maceioense

O Carnaval passou, mas o Complexo Cultural Teatro Deodoro continua em clima de folia! Abrindo seu calendário de exposições de 2018, a galeria de arte da instituição apresenta a mostra ‘Carnelevarium - Prazeres da Carne’, abordando a contradição entre o sagrado e o profano que envolve a festa popular mais tradicional do Brasil. Ao todo, 27 obras ocupam os dois pavimentos do prédio, entre esculturas, pinturas, desenhos, fotografias, instalações e até um bumba meu boi logo na entrada na exposição. Entre os artistas, estão nomes conhecidos da cena artística alagoana, como Lula Nogueira, Persivaldo Figueirôa, Adriana Jardim, Suel Cordeiro, Dênnys Oliveira e Levy Paz, que assina sua estreia como curador.

carnelevarium diteal maceió
carnelevarium diteal maceió
carnelevarium diteal maceió

Exposição: Carnelevarium – Prazeres da Carne
Artista: Coletiva
Até 29 de março, de segunda-feira a sábado, das 8h às 18h (exceto às quartas-feiras, que é das 8h às 20h) e aos domingos e feriados, das 14h às 17h
Local: Complexo Cultural Teatro Deodoro
Endereço: Rua Barão de Maceió, s/n - Centro. Maceió - Alagoas. Telefone: (82) 3315-5660

SERVIÇO:


João Pessoa (PB)

A Galeria de Arte da Usina Cultural Energisa recebe mais um artista contemplado pelo seu edital de ocupação 2017/2018. A exposição 'Em Órbita' traz 20 trabalhos inéditos do artista paraibano Mirabeau Menezes, produzidos entre 2016 e 2017. São desenhos e pinturas a óleo que exploram o território figurativo do artista, construído ao longo de mais de 30 anos de carreira e cheio de elementos que parecem pertencer a uma mitologia própria. Arrisco a dizer, inclusive, que as obras podem remeter à pintura egípcia, devido aos tons terrosos e à predominância de figuras em perfil. São trabalhos de cores e formas singelas, mas encantadoras. Vale a visita.

A postura das figuras podem remeter à pintura egípcia

A postura das figuras podem remeter à pintura egípcia

usina cultural energisa mirabeau menezes
Pintura de Mirabeau Menezes sobre azulejos

Pintura de Mirabeau Menezes sobre azulejos

Exposição: Em Órbita
Artista: Mirabeau Menezes
Até 31 de março, de terça-feira a domingo, das 14h às 20h
Local: Usina Cultural Energisa
Endereço: Rua João Bernardo de Albuquerque, 243, Tambiá. João Pessoa – Paraíba. Telefone: (83) 3221-6343
Entrada gratuita.

SERVIÇO:


Natal (RN)

Público confere as pinturas de Gil Leal durante abertura da exposição

Público confere as pinturas de Gil Leal durante abertura da exposição

E pra terminar nosso giro cultural de março tem a exposição 'Sisọ ọrọ: imagens falantes', que é a primeira das seis propostas selecionadas para a pauta de exposições 2018 da Galeria de Arte do SESC Cidade Alta. São 20 pinturas assinadas pelo artista visual Gil Leal, que também é um ogan, ou seja, um sacerdote do candomblé. As obras do artista dialogam com o universo simbólico, as trajetórias e os códigos dos 16 orixás que são comumente cultuados nessa religião de matriz africana. O termo sisọ ọrọ é uma expressão do idioma iorubá que significa 'imagem que fala'. Aqui, é a pintura que carrega o discurso.

Todas as obras permeiam o universo dos orixás

Todas as obras permeiam o universo dos orixás

siso oro galeria sesc cidade alta gil leal

Exposição: Sisọ ọrọ: imagens falantes
Artista: Gil Leal
Até 11 de abril, das 9h às 19h, exceto finais de semana e feriados
Local: Galeria de Arte do SESC Cidade Alta
Endereço: Rua Coronel Cascudo, 33, Cidade Alta. Natal – Rio Grande do Norte. Telefone: (84) 3133-0360
Entrada gratuita.

SERVIÇO:

Canal Pigmum: conheça o MAMAM, o Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães

A Rua da Aurora, um ícone do centro do Recife-PE, é o endereço de uma verdadeira joia às margens do rio Capibaribe: o Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães ou MAMAM, como também é chamado. À convite do museu, lá fui eu novamente à capital pernambucana e fiquei encantado com o trabalho que é desenvolvido por lá!

O MAMAM tem uma importante coleção de arte moderna e recebe sempre exposições temporárias de arte contemporânea, além de promover diversas atividades abertas ao público. Mas chega de conversa, melhor conferir com os próprios olhos! Ah, e se você ainda não conhece o canal Pigmum no YouTube, se inscreva agora mesmo!

Já tá rolando a 15ª Semana Nacional de Museus! Quantos você já visitou essa semana?

Se hoje em dia tem dia pra tudo, é claro que também tem dia pra celebrar os museus! Nesta quinta-feira (18), o mundo todo comemora o Dia Internacional de Museus, com exposições e diversas atividades, entre palestras, mesas-redondas, apresentações culturais e visitas guiadas.

Museu Nacional da República, em Brasília-DF

Museu Nacional da República, em Brasília-DF

Mas aqui no Brasil as comemorações duram uma semana inteira e, desde a segunda-feira (15), a 15ª Semana Nacional de Museus está movimentando cerca de 450 cidades espalhadas pelo país, com o tema ‘Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus’.

Cartaz de divulgação da 15ª Semana Nacional de Museus

Cartaz de divulgação da 15ª Semana Nacional de Museus

O tema é fundamental nesse momento de transformações do próprio museu como instituição responsável pelo armazenamento, preservação e apresentação da nossa cultura e história. Afinal, qual é o papel do museu no século XXI? E em tempos de polarização ideológica, é urgente abordar esse tema, pois como fazer caber no museu as diferentes versões ou visões de um mesmo fato? Narrar as controversas histórias dos ‘vencedores’ e também dos ‘vencidos’?

Além de promover discussões como essa, a 15ª Semana Nacional de Museus também tem o papel de evidenciar a relevância dessas instituições na preservação de nosso patrimônio cultural nacional, além de mostrar a importância de se frequentar museus com regularidade e de participar de suas atividades frequentes, que vão além das exposições.


Museu da Imagem e do Som - Misa, em Maceió-AL

Museu da Imagem e do Som - Misa, em Maceió-AL

Por dentro do Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães - Mamam, em Recife-PE

Por dentro do Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães - Mamam, em Recife-PE

Mais de mil museus participam dessa temporada cultural – que é promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), oferecendo uma programação com cerca de 3 mil atividades especiais. Ou seja, se você procurar direitinho nesse link aqui, com certeza vai achar o que fazer num museu próximo a você.

A exposição  'Abraços aos que me guardam' , de Christus Nóbrega, está na programação da semana, no Museu Nacional da República, em Brasília-DF

A exposição 'Abraços aos que me guardam', de Christus Nóbrega, está na programação da semana, no Museu Nacional da República, em Brasília-DF

Eu mesmo vou fazer logo um tour completo, começando hoje aqui em Maceió-AL, partindo amanhã para alguns museus do Recife-PE e fechando a semana em Brasília-DF, porque tô merecendo um rolezinho nos museus federais. Ah, a 15ª Semana Nacional de Museus vai até domingo (21), tá? Não deixe de participar!

No Misa-AL, participa a exposição  'Arretada Labuta' , de Pablo de Lucca

No Misa-AL, participa a exposição 'Arretada Labuta', de Pablo de Lucca

Já no Mamam-PE, está em cartaz a exposição coletiva  'Sugar and Speed'

Já no Mamam-PE, está em cartaz a exposição coletiva 'Sugar and Speed'

Canal Pigmum: visite comigo o Museu do Homem do Nordeste, em Recife-PE

Vídeo novo no ar! Nesta semana, o Canal Pigmum no Youtube foi até Recife-PE conhecer um dos museus mais importantes da capital pernambucana.

O Museu do Homem do Nordeste tem um acervo bastante eclético, que revela traços significativos da diversidade cultural do povo nordestino. Como se trata de um museu antropológico, seus principais interesses são os hábitos, costumes, lutas sociais e as manifestações religiosas e artísticas dos sujeitos que habitam a região. 

Aperte o play que eu te levo lá! Mas não esqueça de se inscrever no canal pra não perder nenhum vídeo! Veja também os vídeos anteriores. O Brasil está cheio de museus interessantes, visite eles comigo! 😊

Confira 5 exposições em cartaz no Recife para visitar em outubro

De volta ao Recife! E sempre vale a pena retornar aos bairros do centro e conferir a programação cultural da cidade. Se você estiver de passagem por Santo Antônio, São José, Boa Vista ou pelo Recife Antigo não deixe de visitar pelo menos uma dessas 5 exposições que ficam em cartaz no mês de outubro:

5º Prêmio Marcantonio Vilaça

marcantonio vilaça

A exposição é resultado do 5º Prêmio Marcantonio Vilaça para as Artes Visuais, promovido pelo CNI, SESI e SENAI, que selecionou 5 artistas de diferentes regiões do país para representar a diversidade da produção artística brasileira contemporânea. Entre as obras, há trabalhos em vídeo, fotografia, desenho e instalações. A mostra itinerante já passou por Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Curitiba e encerra seu ciclo no recife.

O trabalho de Virgínia de Medeiros com foto-pinturas digitais retrata moradores de rua que contam suas histórias em relatos emocionantes (Fotografia: Renato Medeiros Cordeiro)

O trabalho de Virgínia de Medeiros com foto-pinturas digitais retrata moradores de rua que contam suas histórias em relatos emocionantes (Fotografia: Renato Medeiros Cordeiro)

As memórias de Gê Orthof em suas instalações minimalistas   (Fotografia: Renato Medeiros Cordeiro)

As memórias de Gê Orthof em suas instalações minimalistas (Fotografia: Renato Medeiros Cordeiro)

Exposição: Mostra do 5º Prêmio Marcantonio Vilaça
Artista: Coletiva
Até 27 de novembro
Local: Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães (MAMAM)
Endereço: Rua da Aurora, 265, Boa Vista – Recife (PE)

Horário:
De terça à sexta-feira, das 12h às 18h
Sábados e domingos, das 13h às 17h
Entrada gratuita


Éxodos

Sebastião Salgado é reconhecido internacionalmente como um dos principais fotógrafos da atualidade (  Fotografia: Sebastião Salgado)

Sebastião Salgado é reconhecido internacionalmente como um dos principais fotógrafos da atualidade (Fotografia: Sebastião Salgado)

Durante seis anos, o premiado fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado percorreu 40 países registrando o cotidiano de refugiados, vítimas de guerras e de repressão social, compondo um panorama do trânsito migratório da humanidade no final do século XX. Pessoas que, por motivos diversos e adversos, tiveram que abandonar suas terras. São 60 imagens divididas em 5 temas: África; Luta pela Terra; Refugiados e Migrados; Megacidades; e Retratos de Crianças. A exposição está circulando pelas unidades da Caixa Cultural espalhadas pelo país e fica em cartaz no Recife até o próximo dia 16.

Mulheres em trânsito   (  Fotografia: Sebastião Salgado)

Mulheres em trânsito (Fotografia: Sebastião Salgado)

O tráfego intenso de pessoas em uma estação indiana   (  Fotografia: Sebastião Salgado)

O tráfego intenso de pessoas em uma estação indiana (Fotografia: Sebastião Salgado)

Horário:
De terça-feira a sábado, das 10h às 20h
Aos domingos, das 10h às 17h
Entrada gratuita

Exposição: Êxodos
Artista: Sebastião Salgado

Até 16 de outubro
Local: Caixa Cultural Recife
Endereço: Avenida Alfredo Lisboa, 505, Bairro do Recife – Recife (PE)


OZI - 30 Anos de Arte Urbana no Brasil

O trabalho de OZI é cheio de ironia e deboche (Fotografia: Renato Medeiros Cordeiro)

O trabalho de OZI é cheio de ironia e deboche (Fotografia: Renato Medeiros Cordeiro)

Também na Caixa Cultural, a mostra celebra os 30 anos de carreira de OZI, um dos pioneiros da arte urbana no Brasil. As obras, cheias de deboche e ironia, mesclam símbolos da arte clássica com elementos da cultura pop, como personagens de desenho animado. Entre as técnicas utilizadas, se destacam principalmente os trabalhos em estêncil. Vale a pena também pela releitura da famosa latinha de sopa Campbell’s, de Andy Warhol, que na versão de OZI virou sopa de Chuchu ou Xuxu (sic).

O artista mistura símbolos da arte clássica com elementos da cultura pop (Fotografia: Renato Medeiros Cordeiro)

O artista mistura símbolos da arte clássica com elementos da cultura pop (Fotografia: Renato Medeiros Cordeiro)

Releitura de OZI para o ready-made de Andy Warhol

Releitura de OZI para o ready-made de Andy Warhol

Horário:
De terça-feira a sábado, das 10h às 20h
Aos domingos, das 10h às 17h
Entrada gratuita

Exposição: OZI – 30 Anos de Arte Urbana no Brasil
Artista: OZI

Até 20 de novembro
Local: Caixa Cultural Recife
Endereço: Avenida Alfredo Lisboa, 505, Bairro do Recife – Recife (PE)


O Corpo e Suas Escrituras

Roberto Lúcio trabalhou com fotografia e pintura em sua nova exposição

Roberto Lúcio trabalhou com fotografia e pintura em sua nova exposição

Já na Arte Plural Galeria, a nova exposição do paraibano Roberto Lúcio explora ao mesmo tempo a fotografia e a pintura. O artista fez intervenções em suas fotografias e algumas delas foram quase totalmente tomadas pela pintura. No centro das atenções está o corpo feminino, que exala erotismo ao interagir com objetos diversos, até mesmo com bolas de gude. 

O corpo feminino é o centro das atenções na nova mostra de Roberto Lúcio

O corpo feminino é o centro das atenções na nova mostra de Roberto Lúcio

roberto lúcio 3

Horário:
De terça à sexta-feira, das 13h às 19h
Aos sábados, das 16h às 20h
Entrada gratuita

Exposição: O Corpo e Suas Escrituras
Artista: Roberto Lúcio

Até 29 de outubro
Local: Arte Plural Galeria
Endereço: Rua da Moeda, 140, Bairro do Recife – Recife (PE). Telefone: (81) 3424-4431


Olhar a Ponte Que Nos Liga

Os delírios de Dom Quixote se misturam aos delírios do artista plástico Marcos Carvalho, nessa exposição que celebra os 400 anos de Miguel de Cervantes, criador do próprio Dom Quixote, personagem mais célebre da literatura espanhola. São 18 obras, entre quadros e esculturas, que visitam ainda os universos de outros artistas espanhóis, como Salvador Dalí, Picasso, Velásquez, Goya e Miró. A mostra, que é promovida em parceria com o Instituto Cervantes do Recife, e será aberta ao público no dia 26 de outubro.

A exposição de Marcos Carvalho entrará em cartaz no próximo dia 26

A exposição de Marcos Carvalho entrará em cartaz no próximo dia 26

Horário:
De terça à sexta-feira, das 10h às 18h
Aos sábados, das 15h às 18h
Aos domingos, das 15h às 19h
Entrada gratuita

 

Exposição: Olhar a Ponte Que Nos Liga
Artista: Marcos Carvalho

De 26 de outubro a 9 de novembro
Local: Torre Malakoff
Endereço: Praça do Arsenal, S/N, Bairro do Recife – Recife (PE)

Já está no ar o segundo vídeo do canal Pigmum no YouTube!

E o segundo vídeo do canal Pigmum no YouTube já está no ar! Prepare-se para entrar numa legítima residência aristocrática do século XIX, que hoje abriga o acervo do Museu do Estado de Pernambuco (Mepe), um dos principais do estado, com documentos e mobiliário do período de ocupação holandesa, coleção de pinturas e artefatos indígenas. 

O casarão pertenceu à família do Barão de Beberibe e está localizado no bairro das Graças, zona norte do Recife. Aperte o play e fique à vontade. A casa é nossa.

Ah, e não se esqueça de clicar aqui para se inscrever no canal, viu? =)