Pigmum

arte e outros riscos

Filtering by Tag: pinacoteca

Giro cultural: 9 exposições de arte em cartaz no Nordeste para começar bem o ano!

Que tal inserir um pouco de arte no roteiro das suas férias de verão pelo Nordeste? Pro ano começar com o pé direito, o Pigmum organizou esse primeiro giro cultural de 2018, pra você ficar por dentro das exposições que estão rolando na região.

E o destaque dessa vez vai para o número de mostras coletivas, que ocupam 2/3 da nossa lista! Outro fato que chama atenção é a presença de três exposições que questionam a censura e os recentes ataques que as artes visuais sofreram em 2017. Tem ainda a última etapa itinerante da 32ª Bienal de São Paulo, um projeto dedicado principalmente às instalações e a maior mostra de fotojornalismo do mundo.

Sério, gente, o giro cultural desse mês tá realmente especial! Confira:

Maceió (AL)

'O Grito',  instalação da artista alagoana Vera Gamma

'O Grito', instalação da artista alagoana Vera Gamma

Últimos dias para conferir a mostra 'Amor, Ordem e Progresso', que propõe a reflexão sobre o conturbado momento político e social do Brasil e como ele tem repercutido na arte e na liberdade de expressão. Em 2017, o fantasma da censura voltou a rondar às artes visuais e a Pinacoteca da Ufal não deixou que o ano acabasse sem falar sobre o assunto. Em parceria com a Galeria Gamma, a exposição reúne artistas alagoanos como Hilda Moura, Lucas Lamenha, Martha Araújo, Rogério Gomes e Viviani Duarte. Quem assina a curadoria é o artista mineiro Francisco Rosa, da galeria paulista Luis Maluf Art Gallery.

O nome da mostra faz uma brincadeira com a frase presente na bandeira do Brasil

O nome da mostra faz uma brincadeira com a frase presente na bandeira do Brasil

'Liberdade é com os pássaros' , obra de Martha Araújo

'Liberdade é com os pássaros', obra de Martha Araújo

'O caminho de todos nós',  instalação de Rogério Gomes

'O caminho de todos nós', instalação de Rogério Gomes

Exposição: Amor, Ordem e Progresso
Artista: Coletiva
Até 19 de janeiro, de segunda à sexta-feira, das 8h30 às 17h
Local: Pinacoteca Universitária da Ufal
Endereço: Praça Visconde de Sinimbu, 206, 1º piso - Centro. Maceió - Alagoas (Espaço Cultural Salomão de Barros Lima). Telefone: (82) 3214-1545 | 3214-1428
E-mail: pinaufal@gmail.com

SERVIÇO:


Natal (RN)

'Geni',  pintura sobre tela de Ariell Guerra. A obra homenageia a personagem da música  'Geni e o Zepelim' , de Chico Buarque

'Geni', pintura sobre tela de Ariell Guerra. A obra homenageia a personagem da música 'Geni e o Zepelim', de Chico Buarque

Já virou tradição! Todo mês de janeiro, a Pinacoteca Potiguar abre a mostra 'Estação Verão', que celebra a temporada mais quente do ano no Rio Grande do Norte, com um panorama atual das artes visuais no estado. Nesta edição, foram selecionados – via edital – 26 artistas e trabalhos em diversas linguagens, principalmente em pintura e desenho. Portanto, se você estiver curtindo suas férias pelas praias de Natal, não esqueça que o verão também está rolando na pinacoteca!

Obras de Daniel Macedo

Obras de Daniel Macedo

estação verão 2018 pinacoteca potiguar
Obras de Daniel Macedo em primeiro plano, dispostas em um dos salões da Pinacoteca Potiguar

Obras de Daniel Macedo em primeiro plano, dispostas em um dos salões da Pinacoteca Potiguar

Exposição: Estação Verão 2017/2018
Artista: Coletiva
Até 20 de janeiro, de terça a sexta-feira, das 8h às 17h; aos sábados, das 9h às 16h; e aos domingos, das 10h às 16h.
Local: Pinacoteca Potiguar
Endereço: Avenida 7 de setembro, s/n, Cidade Alta. Natal – Rio Grande do Norte. Telefone: (84) 3211-7056
Entrada gratuita.

SERVIÇO:


Fortaleza (CE)

Visitantes contemplam a obra do pernambucano Gilvan Samico. Fotografia: Luiz Alves

Visitantes contemplam a obra do pernambucano Gilvan Samico. Fotografia: Luiz Alves

A 32ª Bienal de São Paulo foi aberta em 2016 na capital paulista e desde que encerrou sua temporada no Parque do Ibirapuera, a mostra iniciou suas itinerâncias pelo Brasil. Agora é a vez do Museu de Arte Contemporânea do Ceará (MAC-CE) receber a Bienal, que é a principal exposição de artes do país e uma das maiores do mundo. Neste recorte, participam 15 artistas e coletivos de países como Suécia, Chile, Turquia, Zimbábue, França e África do Sul. Entre os brasileiros, estão Bárbara Wagner, Wilma Martins e o pernambucano Gilvan Samico (in memoriam). O eixo central da 32ª edição da Bienal é a reflexão sobre as estratégias oferecidas pela arte contemporânea para acolher ou habitar incertezas, diante das constantes mudanças que interferem nas condições atuais da vida no planeta.

Abertura da etapa cearense da 32ª Bienal de São Paulo. Fotografia: Luiz Alves

Abertura da etapa cearense da 32ª Bienal de São Paulo. Fotografia: Luiz Alves

Obra integrante da 32ª Bienal de São Paulo. Fotografia: Luiz Alves

Obra integrante da 32ª Bienal de São Paulo. Fotografia: Luiz Alves

Entrada do Museu de Arte Contemporânea do Ceará. Fotografia: Luiz Alves

Entrada do Museu de Arte Contemporânea do Ceará. Fotografia: Luiz Alves

Veja um vídeo que apresenta alguns dos trabalhos presentes na 32ª Bienal de São Paulo:

Exposição: 32ª Bienal de São Paulo – Incerteza Viva
Artista: Coletiva
Até 28 de janeiro, de terça à sexta-feira, das 9h às 19h e aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h
Local: Museu de Arte Contemporânea do Ceará - MAC-CE
Endereço: Rua Dragão do Mar, 81 - Praia de Iracema. Fortaleza - Ceará (Centro Cultural Dragão do Mar de Arte e Cultura). Telefone: (85) 3488-8621
Entrada gratuita.

SERVIÇO:


Teresina (PI)

Os desenhos provocadores de Edilberto Sobrinho

Os desenhos provocadores de Edilberto Sobrinho

Sabe aquele tipo de arte que incomoda as mentes mais conservadoras? A intenção da mostra 'Arte Alternativa Piauiense' é abrir espaço à resistência artística e trazer para Teresina as discussões sobre censura e liberdade de expressão. A coletiva apresenta o trabalho de 11 artistas, com pinturas, fotografias e desenhos que deixam bem claro que a arte não está nem um pouco preocupada em seguir padrões impostos por uma sociedade falso-moralista. Vale acrescentar que a mostra não é indicada para menores de 16 anos.

Einstein sob nova perspectiva. Grafite sobre papel de Edilberto Sobrinho

Einstein sob nova perspectiva. Grafite sobre papel de Edilberto Sobrinho

Ao todo, 11 artistas participam da mostra. Fotografias: Daniel Cardoso

Ao todo, 11 artistas participam da mostra. Fotografias: Daniel Cardoso

arte alternativa piauiense

Exposição: Arte Alternativa Piauiense
Artista: Coletiva
Até 31 de janeiro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h e aos sábados, das 9h às 13h
Local: Casa da Cultura de Teresina
Endereço: Rua Rui Barbosa, 348, Centro, Teresina – Piauí. Telefone: (86) 3215-7849
Entrada gratuita.

SERVIÇO:


Salvador (BA)

A foto de Francis Pérez, da Espanha, venceu o primeiro prêmio da categoria  'Natureza' . Mostra uma tartaruga envolvida por restos de redes na costa de Tenerife

A foto de Francis Pérez, da Espanha, venceu o primeiro prêmio da categoria 'Natureza'. Mostra uma tartaruga envolvida por restos de redes na costa de Tenerife

Pelo segundo ano consecutivo, Salvador recebe a mais importante exposição de fotojornalismo do mundo, a 'World Press Photo' (WPP)! A 60ª edição da mostra reúne 154 imagens sobre temas que marcaram o mundo em 2016, como a crise dos refugiados diante dos conflitos na África e Oriente Médio. O Rio de Janeiro também foi cenário de imagens vencedoras nas categorias 'Esportes' e 'Assuntos Contemporâneos'. O Brasil é destaque ainda com a participação dos fotógrafos brasileiros Lalo de Almeida e Felipe Dana.

O fotógrafo francês Mathieu Willcocks registrou refugiados presos em um barco que contém mais de 500 pessoas, na costa da Líbia

O fotógrafo francês Mathieu Willcocks registrou refugiados presos em um barco que contém mais de 500 pessoas, na costa da Líbia

A foto registrada pelo turco Burhan Ozbilici mostra o assassinato do embaixador russo Andrei Karlov, pelo policial Mevlut Mert

A foto registrada pelo turco Burhan Ozbilici mostra o assassinato do embaixador russo Andrei Karlov, pelo policial Mevlut Mert

O ensaio do brasileiro Lalo de Almeida, da Folha de S. Paulo, mostra bebês com microcefalia, vítimas da Zika no Nordeste

O ensaio do brasileiro Lalo de Almeida, da Folha de S. Paulo, mostra bebês com microcefalia, vítimas da Zika no Nordeste

Exposição: World Press Photo 2017
Artistas: Coletiva
Até 4 de fevereiro, de terça a domingo, das 09 às 18h
Local: Caixa Cultural Salvador
Endereço: Rua Carlos Gomes, 57, Centro. Salvador – Bahia. Telefone: (71) 3421-4200
Entrada: Entrada franca

SERVIÇO:


Recife (PE)

Na instalação  'Oxigênio' , Roberto Vietri reproduziu uma praia no interior da Galeria Janete Costa

Na instalação 'Oxigênio', Roberto Vietri reproduziu uma praia no interior da Galeria Janete Costa

Em sua primeira exposição individual no Nordeste, o paulistano Roberto Vietri reproduziu uma praia dentro da Galeria Janete Costa para questionar as possibilidades de construção da arte, diante da fragilidade de políticas públicas de fomento e incentivo à cultura, tão frágeis como um castelo de areia. Vietri foi um dos contemplados pelo Edital de Artes Visuais do Recife de 2015 (!), mas só agora a exposição saiu do papel (ou seja, só agora ele recebeu parte do cachê – outros artistas ainda estão no aguardo). De teor político e conceitual, a exposição apresenta vídeos, instalações e fotografias. Na Instalação ‘Oxigênio’, o público é desafiado a ler textos que são constantemente engolidos pela areia inquieta da praia reproduzida no espaço interno. A obra é inspirada na localização privilegiada da galeria, que fica próxima à praia de Boa Viagem.

A mostra apresenta ainda vídeos e fotografias

A mostra apresenta ainda vídeos e fotografias

O artista Roberto Vietri, selecionado pelo Edital de Artes Visuais do Recife de 2015, só agora recebeu parte do cachê pela Prefeitura do Recife

O artista Roberto Vietri, selecionado pelo Edital de Artes Visuais do Recife de 2015, só agora recebeu parte do cachê pela Prefeitura do Recife

A exposição insere-se também como um protesto e um debate sobre os escassos investimentos do poder público em cultura

A exposição insere-se também como um protesto e um debate sobre os escassos investimentos do poder público em cultura

Exposição: Desmanche Construção (dis) Junção: Oxigênio e Outros Trabalhos
Artista: Roberto Vietri
Até 8 de fevereiro, de quarta a sexta-feira, das 12h às 20h e aos sábados e domingos, das 14h às 20h
Local: Galeria Janete Costa
Endereço: Avenida Boa Viagem, s/n, Boa Viagem – Recife – Pernambuco (Parque Dona Lindu). Telefone: (81) 3355-9825
E-mail: galeriajanetecosta@gmail.com
Entrada gratuita

SERVIÇO:


São Luís (MA)

Visão geral da exposição Hiorlando

Visão geral da exposição Hiorlando

Uma exposição no mínimo curiosa está em cartaz no Centro Cultural Vale Maranhão (CCVM). São cerca de 80 peças esculpidas em madeira por Hiorlando, um artista popular do município de Água Doce do Maranhão (MA), revelado a partir de um projeto do CCVM que localiza e registra artesãos em atividade no estado. O artista, que nasceu em 1963, começou a esculpir há pouco mais de 10 anos, depois que um acidente o afastou de seu trabalho como estivador marítimo. Porém, até então, Hiorlando apenas presenteava amigos e vizinhos com seus bichos, que ele mesmo chama de 'bichos da água e do seco'. Até pela história a visita já vale a pena, né?

Peças esculpidas em madeira por Hiorlando

Peças esculpidas em madeira por Hiorlando

hiorlando centro cultural vale maranhão

Exposição: Hiorlando
Artista: Hiorlando
Até 11 de fevereiro, de terça-feira a domingo, das 10h às 19h
Local: Centro Cultural Vale Maranhão
Endereço: Av. Henrique Leal, 149 – Praia Grande. São Luís - Maranhão.
Entrada gratuita.

SERVIÇO:


João Pessoa (PB)

A Estação das Artes abriu seu pavilhão para a montagem de instalações do projeto  'Instale-se'

A Estação das Artes abriu seu pavilhão para a montagem de instalações do projeto 'Instale-se'

Mais de 35 artistas paraibanos estão reunidos na Estação das Artes para o projeto 'Instale-se', que está oferecendo uma residência artística aberta para ocupação principalmente com instalações. A ideia é que os artistas possam montar seus trabalhos livremente e em seu próprio tempo, inclusive durante o período de visitação da mostra. A cada nova inserção, a exposição se transforma, oferecendo sempre algo novo aos visitantes. Além de instalações, o projeto ‘Instale-se’ também apresenta e recebe pinturas, esculturas, fotografias e outras linguagens contemporâneas.

A ideia é manter um fluxo contínuo de montagem, respeitando o ritmo de trabalho de cada artista

A ideia é manter um fluxo contínuo de montagem, respeitando o ritmo de trabalho de cada artista

instale-se estação das artes

Exposição: Instale-se
Artista: Coletiva
Até 2 de março, de terça a sexta-feira, das 9h às 18h e aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 19h.
Local: Estação das Artes
Endereço: Rua João Cyrillo, s/n, Altiplano. João Pessoa – Paraíba (Estação Cabo Branco). Telefone: (83) 3214-8303 | 3214.8270
Entrada gratuita.

SERVIÇO:


Aracaju (SE)

Visão geral da exposição individual de Fábio Sampaio

Visão geral da exposição individual de Fábio Sampaio

A exposição individual do paulista Fábio Sampaio, radicado em Aracaju desde 1991, continua em cartaz na Galeria Jenner Augusto. A exposição foi inaugurada no último mês de agosto, integrando a programação da 'Mostra Aracaju 2017', tradicional evento de arquitetura e design da cidade. O cotidiano da vida doméstica é o eixo central da exposição, que foi dividida em duas partes. Na primeira – 'Duas Cidades', a pintura expressa o que de melhor o artista absorveu a partir de suas moradas em São Paulo e Aracaju. Já em ‘Desenhos Líquidos', objetos corriqueiros da experiência doméstica – como sprays de inseticida e rolos de fita adesiva – adquirem resignificação poética em pequenas instalações.

A pintura de Fábio Sampaio é uma constante invocação à memória afetiva sobre o morar/habitar

A pintura de Fábio Sampaio é uma constante invocação à memória afetiva sobre o morar/habitar

Nesta instalação, o artista deu nova utilidade a rolos de fita adesiva

Nesta instalação, o artista deu nova utilidade a rolos de fita adesiva

Exposição: (Re)invenção da Paisagem Doméstica
Artistas: Fábio Sampaio
Continua aberta ao público sem data definida para encerramento, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h
Local: Galeria Jenner Augusto
Endereço: Rua Leonardo Leite, 148 – São José. Aracaju – Sergipe (Sociedade Semear). Tel: (79) 3022-2052.
E-mail: sociedadesemear@infonet.com.br
Entrada gratuita.

SERVIÇO:

Que tal começar o ano expondo sua arte? Galerias de 3 cidades do Nordeste estão com editais de ocupação abertos. Confira!

O ano tá só no início, mas ninguém precisa esperar o carnaval passar pra começar a se planejar, né? Se você é artista, se ligue nos editais de ocupação que estão abertos em galerias de arte de Aracaju-SE, Maceió-AL e Natal-RN. Quem sabe assim você não garante exposições pro ano todinho?

Galeria de Arte J. Inácio

Visitantes contemplam as obras de Flávio Antonini na Galeria de Arte J. Inácio. O artista foi um dos selecionados no edital  de 2017

Visitantes contemplam as obras de Flávio Antonini na Galeria de Arte J. Inácio. O artista foi um dos selecionados no edital  de 2017

Você tem até 9 de fevereiro para se inscrever no edital que selecionará 6 propostas para ocupar a Galeria de Arte J. Inácio ao longo de 2018. Localizada em Aracaju-SE, anexa à Biblioteca Pública Epifânio Dórea, a J. Inácio completou 36 anos recentemente e é um dos espaços expositivos mais atuantes da cena artística sergipana.

Há 3 anos ela implantou sua política de editais de ocupação e, em 2018, cada proposta selecionada receberá uma premiação de R$ 7 mil. Podem participar artistas de todo o país, em projetos inéditos individuais ou coletivos, de linguagens como desenho, pintura, fotografia, arte eletrônica, instalações, quadrinhos, graffiti, entre outras. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelos Correios ou pessoalmente no Setor de Protocolo da Secretaria de Estado da Cultura de Sergipe (Secult-SE).

Entrada da Galeria de Arte J. Inácio

Entrada da Galeria de Arte J. Inácio

A J. Inácio é um dos principais espaços expositivos de Aracaju-SE

A J. Inácio é um dos principais espaços expositivos de Aracaju-SE

O resultado será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE-SE) no dia 26 de fevereiro e a primeira exposição será montada já em março! Para mais detalhes sobre documentação, prazos e critérios de seleção, confira o edital:


Galeria de Artes do Complexo Cultural Teatro Deodoro

Piso superior da galeria, durante o III Salão de Arte Contemporânea de Alagoas, em 2017

Piso superior da galeria, durante o III Salão de Arte Contemporânea de Alagoas, em 2017

Já a Galeria de Artes do Complexo Cultural Teatro Deodoro, em Maceió-AL, abriu edital para selecionar – misteriosamente – uma única exposição de arte, individual ou coletiva, que ocupará a galeria entre 15 de março e 15 de maio de 2018. A exposição precisa ser inédita no circuito cultural de Alagoas e o edital não especifica se os proponentes precisam ser alagoanos ou residentes no estado (acredito que não).

Fachada da Galeria de Artes do Complexo Cultural Teatro Deodoro

Fachada da Galeria de Artes do Complexo Cultural Teatro Deodoro

Gostaria muito do entender o motivo pelo qual a Diteal (Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas), órgão que gerencia a galeria, optou por não realizar uma seleção mais ampla, que contemple propostas suficientes para planejar a ocupação anual de sua pauta de exposições. Seria apenas por motivos financeiros?

O fato é que um edital tão restrito vai de encontro com o que acontece em outras galerias públicas e, portanto, causa certo estranhamento. Talvez se a gente entender que o Complexo Cultural Teatro Deodoro, inaugurado no finalzinho de 2014, ainda está dando seus primeiros passos, dá até pra relevar... (mas estamos de olho!)

De qualquer forma, pessoas físicas ou jurídicas podem se inscrever até 25 de janeiro, unicamente pelos Correios. O edital aceita propostas nas mais diversas linguagens, bastante amplas até, como desenho, fotografia, criações digitais, escultura, graffiti, gravura, poesia visual, videoarte, instalação, performance, body art, entre outras manifestações híbridas. O artista ou grupo selecionado receberá uma premiação de R$ 10 mil.

Visitante contempla obras de arte no  térreo da Galeria de Artes do Complexo Cultural Teatro Deodoro

Visitante contempla obras de arte no  térreo da Galeria de Artes do Complexo Cultural Teatro Deodoro

O resultado será divulgado no dia 2 de fevereiro no site da Diteal e no Diário Oficial do Estado (DOE-AL). Para mais informações sobre critérios de seleção, documentação exigida e prazos consulte o edital:


Pinacoteca Universitária da Ufal

A exposição retrospectiva de Marta Arruda foi um dos destaques de 2016 da Pinacoteca da Ufal

A exposição retrospectiva de Marta Arruda foi um dos destaques de 2016 da Pinacoteca da Ufal

Ainda em Maceió-AL, a Pinacoteca da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) também está com inscrições abertas para seu edital de ocupação. Criada em 1981, a Pinacoteca da Ufal provavelmente é o espaço expositivo mais representativo da cena artística contemporânea em Alagoas. Há vários anos ela consolidou sua política de editais, abrindo espaço à ampla concorrência de propostas de todo o Brasil.

A Pinacoteca da Ufal recebe propostas até 15 de janeiro

A Pinacoteca da Ufal recebe propostas até 15 de janeiro

Exposição de Hilda Moura, que foi contemplada em 2016

Exposição de Hilda Moura, que foi contemplada em 2016

As inscrições para o edital de 2018 podem ser feitas até 15 de janeiro, exclusivamente por via postal. As propostas também devem ser inéditas no circuito cultural de Alagoas. Serão aceitos trabalhos nas mais diversas linguagens artísticas (a Pinacoteca é bem flexível quanto a isso) e a seleção será feita por uma comissão especializada, composta por 7 membros que analisarão as propostas de acordo com os critérios previstos no edital.

Infelizmente a Pinacoteca não disponibiliza premiação e nem deixa claro quantos projetos serão selecionados, mas em 2017 foram 5 contemplados. Para mais detalhes, acesse o edital:


Galeria Conviv’Art

Visão geral da exposição  'Estruturas que criamos para reter' , de Leonardo Versieux, na Galeria Conviv'Art

Visão geral da exposição 'Estruturas que criamos para reter', de Leonardo Versieux, na Galeria Conviv'Art

E pra fechar o assunto, tem mais uma galeria universitária esperando a sua proposta! A Galeria Conviv'Art, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em Natal-RN, está com edital de ocupação aberto até 16 de fevereiro. Serão selecionados 7 projetos em artes visuais que farão parte da agenda de exposições da galeria durante 2018.

As propostas podem ser individuais ou coletivas e os interessados podem ser de qualquer nacionalidade, desde que não tenham sido contemplados no edital de 2017. Ah, as exposições também precisam ser inéditas na cidade de Natal.

Outras obras de Leonardo Versieux na Galeria Conviv'Art

Outras obras de Leonardo Versieux na Galeria Conviv'Art

galeria conviv'art

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas por via postal ou pessoalmente, na sede do Núcleo de Arte e Cultura (NAC), setor da universidade que gerencia a galeria. A seleção será feita por uma comissão formada por 3 especialistas, que avaliarão os projetos de acordo com critérios previstos no edital. O resultado final será publicado no site do NAC até o dia 28 de fevereiro.

Infelizmente o edital também não oferece premiação aos selecionados. =(

Consulte o edital para mais detalhes:

Boa sorte e não me decepcionem! Faço questão de ver os trabalhos de vocês nas 4 galerias! 😉

Se organizar direitinho, dá pra gente ir nas aberturas de duas exposições de arte amanhã (10) em Natal-RN. Bora?

Natal tá pipocando em exposições de arte esse mês. Isso sem falar na Semana de Artes Visuais da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que começou ontem (8) e segue até sexta-feira (12). Pra engrossar ainda mais esse caldo cultural, nesta quarta-feira (10) a capital potiguar recebe mais duas exposições e se a gente planejar tudo direitinho, dá pra conferir as duas aberturas, já que elas estarão próximas uma da outra.

Casa em ruínas na fazenda Bom Jesus, em Goianinha (RN)

Casa em ruínas na fazenda Bom Jesus, em Goianinha (RN)

A primeira será na Pinacoteca Potiguar, às 18h, com o lançamento da instalação multimídia ‘Tristes Trópicos – Bom Jardim’, assinada pela artista visual paulista Regina Johas. A artista, que também é pesquisadora, desde os anos 1990 desenvolve seu trabalho aliando o campo da arte com questões sociais e culturais.

Ruínas localizadas na Via Costeira, em Natal (RN)

Ruínas localizadas na Via Costeira, em Natal (RN)

regina johas

A exposição nasceu a partir do projeto de extensão ‘Memórias de Bom Jardim’, em parceria com o grupo de estudos em arte contemporânea Zeitgeist, ambos da UFRN. A ideia é aproximar ruínas contemporâneas às ruínas do passado, para tentar entender o elo de ligação entre elas e os grupos sociais que habitam os espaços rural e urbano do Rio Grande do Norte.

Imagens da vídeo-instalação

Imagens da vídeo-instalação

regina johas

Na mostra, uma vídeo-projeção tomará conta de toda a sala Dorian Gray e haverá ainda a instalação sonora ‘Quanto coco se dança’, em homenagem ao cantador potiguar Chico Antônio.


E é só andar duas quadras adiante e já estaremos no lançamento da exposição ‘Olhar mais atento’, marcado às 19h30, na Galeria Sesc Cidade Alta. Esta será a segunda mostra da pauta de exposições 2017 da Galeria e é assinada pelo grupo Urban Sketchers Natal.

Ilustração do grupo  Urban Sketchers  Natal

Ilustração do grupo Urban Sketchers Natal

O urban sketching ou croqui urbano é uma prática artística recorrente entre artistas que sentem necessidade de registrar o local onde vivem ou suas experiências de viagem.

Em Natal-RN, o grupo tem representantes desde 2012 e reúne-se uma vez por mês para desenhar um local pré-estabelecido na capital e também no interior. O importante é que os trabalhos sejam realizados, pelo menos parcialmente, nos próprios locais que são representados.

Por dentro do Forte dos Reis Magos

Por dentro do Forte dos Reis Magos

Nesta exposição, serão apresentados 40 trabalhos, entre desenhos e aquarelas, dos arquitetos André Alves, Jota Clewton, Petterson Dantas e Rafael Oliveira, além de vídeos e sketchbooks dos artistas. As obras retratam principalmente paisagens urbanas e naturais do Rio Grande do Norte.

Desenhos de artistas diferentes para a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Apresentação, em Natal (RN)

Desenhos de artistas diferentes para a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Apresentação, em Natal (RN)

urban sketchers natal

Agora é só agendar, compartilhar esse texto nos grupos de WhatsApp e chamar a galera pra ir com você. Bora!?

SERVIÇO:

Abertura da exposição: 'Tristes Trópicos - Bom Jardim'
Artista: Regina Johas
10 de maio (quarta-feira), às 18h.
Local: Pinacoteca Potiguar
Endereço: Avenida 7 de setembro, s/n, Cidade Alta. Natal – Rio Grande do Norte. Telefone: (84) 3232-9727
Entrada gratuita.

Visitação: até 20 de maio, de terça-feira a domingo, das 9h às 17h
 

Exposição: 'Olhar mais atento'
Artista: Urban Sketchers Natal
10 de maio (quarta-feira), às 19h30.
Local: Galeria de Arte do SESC Cidade Alta
Endereço: Rua Coronel Cascudo, 33, Cidade Alta. Natal – Rio Grande do Norte. Telefone: (84) 3133-0360
Entrada gratuita.

Visitação: até 7 de junho, das 9h às 19h, exceto finais de semana e feriados

ENTREVISTA | Rafael Almeida fala sobre a nova exposição da Pinacoteca da Ufal, que será inaugurada hoje (24) sob sua curadoria

Se depender da Pinacoteca da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), o mês da mulher vai se estender até maio. Isso porque nesta sexta-feira (24), às 19h, a Pinacoteca inaugurará a pauta de exposições de 2017 com a mostra ‘Acervo Pina: Artistas Alagoanas – Ontem e Hoje’, em homenagem às artistas alagoanas que fazem parte do acervo da instituição.

A mostra inaugurada hoje (24) em homenagem às artistas alagoanas inicia a pauta de exposições de 2017 da Pinacoteca Universitária

A mostra inaugurada hoje (24) em homenagem às artistas alagoanas inicia a pauta de exposições de 2017 da Pinacoteca Universitária

São mais de 35 anos de uma história construída principalmente por mulheres, já que a maior parte das obras que compõem a coleção da Pinacoteca é da autoria de artistas alagoanas.

Para entender melhor o que vem por aí, o Pigmum conversou com Rafael Almeida, que assina a curadoria da mostra e foi o responsável pela escolha das 16 artistas selecionadas. Rafael é alagoano, estudante de Design da Ufal e tem apenas 24 anos, mas uma promissora bagagem profissional. Já desenvolveu projetos gráficos e de interiores para artistas como Celso Brandão, Cecília Walton e Karla Melanias. Foi bolsista da Pinacoteca Universitária da Ufal durante três anos, onde foi curador e produtor da exposição ‘Moira’, da artista Eva Le Campion. Atualmente faz parte da direção de arte da Galeria Gamma, em Maceió.

O jovem estudante de Design, Rafael Almeida, assina a curadoria da mostra. Seu segundo trabalho curatorial na Pinacoteca

O jovem estudante de Design, Rafael Almeida, assina a curadoria da mostra. Seu segundo trabalho curatorial na Pinacoteca

Pigmum: Como surgiu a ideia do tema para essa exposição e quais foram os critérios para a escolha das artistas que participam da mostra?

Rafael: A proposta da exposição é prestigiar as artistas alagoanas que contribuíram, cada uma de seu modo, para a constante evolução da arte contemporânea em Alagoas. O objetivo da mostra é apresentar trabalhos de 16 mulheres que já expuseram na Pinacoteca, cujas obras estavam fora do alcance do público, guardadas em nossa reserva técnica. A poética dessas obras afirma como o poder feminino revolucionou os conceitos artísticos de seu tempo, ultrapassando preconceitos, a desigualdade de gênero e a ausência de oportunidades.

Escultura de Bárbara Lessa

Escultura de Bárbara Lessa

Trabalho em escanografia de Karla Melanias, de 2015

Trabalho em escanografia de Karla Melanias, de 2015

Pigmum: Por que iniciar a pauta de exposições de 2017 com uma mostra retrospectiva?

Rafael: A ideia surgiu como parte das comemorações do mês da mulher, numa iniciativa da Coordenadoria de Assuntos Culturais [CAC] da Ufal e da Pinacoteca Universitária. A coleção Pina é composta em sua maioria por obras de artistas alagoanas. Achamos que seria legal iniciar a pauta da instituição com uma homenagem a elas, por seus trabalhos determinantes no cenário artístico local e nacional. A novidade deste ano é que no primeiro semestre os salões vão abrigar duas exposições simultâneas. A primeira será inaugurada no dia 24 de março e a outra no dia 4 de abril, com a artista Eugênia França. As duas exposições serão encerradas em 19 de maio.

A pintura de 1982 de Maria Teresa Vieira, é uma das peças mais antigas do acervo da Pinacoteca

A pintura de 1982 de Maria Teresa Vieira, é uma das peças mais antigas do acervo da Pinacoteca

Peça da série ' Entrópicos'  (2001), de Marta Araújo

Peça da série 'Entrópicos' (2001), de Marta Araújo

Pigmum: O que o visitante pode esperar da exposição e quais linguagens artísticas estarão representadas?

Rafael: O visitante vai encontrar obras de três gerações, um diálogo de poéticas. As obras expostas se entrelaçam. Há diversidade de linguagens, técnicas e suportes. Fotografia, escanografia, pintura, escultura são algumas delas.

Pigmum: Como você iniciou suas atividades em curadoria artística e qual é a importância dessa atividade?

Rafael: Essa é a segunda mostra que eu assino a curadoria. A primeira foi em 2015 com a exposição ‘Moira’, da artista alagoana Eva Le Campion. Inclusive cheguei a ganhar o prêmio Camões 2015 com o resultado desse trabalho.

Estou na Pinacoteca Universitária há 3 anos e por conhecer bem o acervo, recebi o convite da coordenadora da instituição, Christina Cavalcanti, e do diretor do Espaço Cultural, professor Ivanildo Picolli, para fazer a curadoria dessa exposição que estreia hoje [‘Acervo Pina: Artistas Alagoanas - Ontem e hoje’]. Para mim é uma honra poder participar desse projeto.

Um croqui de vestido junino assinado pela estilista Vera Arruda

Um croqui de vestido junino assinado pela estilista Vera Arruda

Aqui, Vera Gamma e um trabalho de 2002, da série  Mola

Aqui, Vera Gamma e um trabalho de 2002, da série Mola

O papel de um curador é muito importante para a exposição. Assim como o artista, o curador também precisa adentrar o mundo sensível para tentar passar aos contempladores um pouco do que as obras querem dizer. Ele faz a seleção dos conjuntos, além de pegar todo seu estudo e bagagem estética para poder ser eficaz na escolha. A responsabilidade é grande, espero que todos gostem.


SERVIÇO:

Abertura da exposição Acervo Pina: Artistas Alagoanas – Ontem e Hoje
24 de março (sexta-feira), às 19h.
Local: Pinacoteca Universitária da Ufal
Endereço: Praça Visconde de Sinimbu, 206, 1º piso - Centro. Maceió - Alagoas (Espaço Cultural Salomão de Barros Lima). Telefone: (82) 3214-1545 | 3214-1428
E-mail: pinaufal@gmail.com
 

Visitação: de 27 de março até 19 de maio, de segunda à sexta-feira, das 8h30 às 18h
Entrada franca.

Acesse a página da Pinacoteca Universitária da Ufal no Facebook

 

Visite a Pinacoteca Universitária da Ufal no novo vídeo do canal Pigmum!

A Pinacoteca Universitária da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) é um dos melhores espaços para exposições de arte moderna e contemporânea em Maceió. Além de receber com regularidade exposições temporárias de artistas alagoanos e de outros estados, também guarda um acervo próprio, com peças das exposições que já passaram por lá ao longo de mais de 30 anos de trajetória.

Visite comigo a Pinacoteca da Ufal no vídeo do canal Pigmum de hoje e não esqueça de se inscrever no canal clicando aqui.

Centro de Maceió: memória afetiva

A Pinacoteca Universitária, da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), é um dos meus lugares preferidos em Maceió. O espaço recebe exposições temporárias de artistas do Brasil inteiro e está sempre aberto ao público. De passagem pela cidade, visitei em julho a exposição ‘Avulsas Inoportunas’, da artista mineira Alessandra Cunha.

Uma das salas da exposição ‘Avulsas Inoportunas’, da artista mineira Alessandra Cunha

Uma das salas da exposição ‘Avulsas Inoportunas’, da artista mineira Alessandra Cunha

Todo mundo que circula pelo centro da cidade merece entrar na galeria de vez em quando e se permitir passar alguns minutos ali. Um silêncio tão bom, uma paz tão grande. Me sinto muito à vontade lá. Sem falar que a Pinacoteca está localizada em um dos quadrados culturais mais legais da cidade, próxima ao Museu Théo Brandão e à casa do poeta Jorge de Lima.

Aliás, o centro de Maceió por si só já é inspirador. Um misto de memória + decadência + resistência pulsante. Tenho um carinho especial por essa parte da cidade, onde cresci. Apesar do mal gosto das fachadas do comércio contemporâneo, que escondem os casarões antigos, a gente ainda consegue perceber a beleza deles se lembrar de olhar para o alto, acima das placas.

Fachada da Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos

Fachada da Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos

Naquele mesma ocasião, ainda fui conferir a reforma da Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos, também no Centro, que desde 2013 homenageia nosso escritor alagoano mais ilustre. Graciliano não apenas rebatizou a Biblioteca, como também ganhou um memorial singelo, porém honesto, contando fatos marcantes de sua vida e obra.

Além do acervo de livros e jornais, o antigo Palacete do Barão de Jaraguá abriga ainda uma extensa coleção de livros em braile, salas com computadores para pesquisa, espaço destinado à literatura infantil e um interessante acervo de obras de artes visuais em exposição permanente pelas paredes do casarão.

Só acho que redescobrir o Centro sempre vale a pena.

Tela de Orlando Santos, exposta na Biblioteca Pública, exaltando o folclore alagoano

Tela de Orlando Santos, exposta na Biblioteca Pública, exaltando o folclore alagoano

O Preto Velho é uma figura recorrente no acervo pictórico da Biblioteca. Infelizmente, não consegui identificar a assinatura do autor na tela

O Preto Velho é uma figura recorrente no acervo pictórico da Biblioteca. Infelizmente, não consegui identificar a assinatura do autor na tela

Por dentro da Biblioteca

Por dentro da Biblioteca


SERVIÇO:

Horário:
Segunda à sexta: 8h às 18h
Sábado: 9h às 13h

 

Pinacoteca Universitária da Ufal
Endereço: Praça Visconde de Sinimbu, 206, 1º piso - Centro. Maceió - Alagoas (Espaço Cultural Salomão de Barros Lima). Telefone: (82) 3214-1545 | 3214-1428
E-mail:pinaufal@gmail.com


Horário:
Segunda à sexta: 9h às 17h

 

Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos
Endereço: Praça Dom Pedro II, S/N - Centro
Maceió - Alagoas. Telefone: (82) 3315-7877