Pigmum

arte e outros riscos

Filtering by Tag: complexo cultural teatro deodoro

Giro cultural: 9 exposições de arte no Nordeste para conferir até o fim de outubro

Com o cenário político tão conturbado que estamos vivendo neste mês de outubro, será que sobra algum espaço para a arte? A resposta é mil vezes, sim! Afinal, a arte por si só já é uma atividade política e há de continuar resistindo, sendo mais um espaço de contraponto crítico e de reverberação de questões sociais, históricas e também estéticas. Por isso, frequentar exposições de arte é também estar inserido no meio do debate político e o Pigmum tá aqui pra te ajudar.

Nesta edição do nosso giro cultural pelas exposições que estão em exibição nas capitais nordestinas, o viés político aparece na obra de Sunshine Santos, em cartaz em São Luís (MA), com uma obra que aborda o tema da condição da mulher negra no Brasil; aparece também no Recife (PE), com o trabalho fotográfico de Helder Ferrer sobre a maior reserva de Mata Atlântica de Pernambuco; tem também uma mostra coletiva em João Pessoa (PB) que discute a falência dos modos de vida na contemporaneidade; e em Natal (RN), a artista carioca Sofia Bauchwitz trata da insuficiência de se transmitir a barbárie social por meio de imagens.

E esses são só alguns destaques. Motivos para incluir essas exposições na sua agenda política não vão faltar. Confira:


Salvador (BA)

‘O Trem da História’  propõe uma viagem imaginária pelos diferentes períodos da história da arte

‘O Trem da História’ propõe uma viagem imaginária pelos diferentes períodos da história da arte

Já que outubro é o mês da criança, a gente começa com uma exposição pensada especialmente para o público infanto-juvenil. Inspirada no livro ‘O Trem da História’, de Katia Canton, a mostra propõe uma viagem imaginária de trem pelos diferentes períodos da história da arte, apresentando réplicas de obras de artistas que marcaram época, como Tarsila do Amaral, Van Gogh, Monet, Gauguin, Portinari, Degas, Picasso, Bosch, Renoir e muitos outros. Para se aproximar das crianças, as obras foram dispostas em uma altura que permite a elas a apreciação de detalhes. É uma ótima oportunidade para inseri-las no mundo da arte, não acham?

A mostra foi pensada principalmente para o público infantil

A mostra foi pensada principalmente para o público infantil

Reprodução de uma pintura de Bosch

Reprodução de uma pintura de Bosch

Reprodução de uma pintura de Rembrandt

Reprodução de uma pintura de Rembrandt

SERVIÇO:

Exposição: O Trem da História

Artistas: Coletiva

Até 16 de dezembro, de terça-feira a domingo, das 09 às 18h

Local: Caixa Cultural Salvador

Endereço: Rua Carlos Gomes, 57, Centro. Salvador – Bahia. Telefone: (71) 3421-4200

Entrada: Entrada franca


Maceió (AL)

O Salão Nacional de Arte Contemporânea de Alagoas já está em sua quarta edição

O Salão Nacional de Arte Contemporânea de Alagoas já está em sua quarta edição

O Complexo Cultural Teatro Deodoro recebe o IV Salão Nacional de Arte Contemporânea de Alagoas, reunindo 40 artistas brasileiros e três representantes internacionais, as artistas Alessandra Zucotti (Itália), Maria Rezende (Portugal) e Lúcia Hinz (radicada na Alemanha). Esta é a primeira vez que o salão recebe obras de artistas de outros países. São dezenas de trabalhos, entre pinturas, esculturas, instalações, desenhos, fotografias e videoarte, trazendo ao estado um recorte da atual produção artística brasileira.

Instalação com barquinhos de papel no espelho d’água da galeria

Instalação com barquinhos de papel no espelho d’água da galeria

Pintura de Pedro Dias

Pintura de Pedro Dias

A exposição recebeu 40 artistas ao todo

A exposição recebeu 40 artistas ao todo

 SERVIÇO:

Exposição: IV Salão de Arte Contemporânea de Alagoas

Artista: Coletiva

Até 3 de novembro, de segunda a sábado, das 8h às 18h, às quartas-feiras, das 8h às 20h e aos domingos e feriados, das 14h às 17h

Local: Complexo Cultural Teatro Deodoro

Endereço: Rua Barão de Maceió, s/n - Centro. Maceió - Alagoas. Telefone: (82) 3315-5660

Entrada gratuita.


João Pessoa (PB)

Montagem de  ‘Iminência da Tragêdia’  durante temporada em São Paulo

Montagem de ‘Iminência da Tragêdia’ durante temporada em São Paulo

 As urgências dos nossos tempos, as falências dos modos de vida e os jogos de enquadramento do mundo são alguns dos temas explorados pelas artistas Denise Alves-Rodrigues, Fabiana Faleiros, Marta Pennerr, Marina Zilbersztein, Noara Quintana e Potira Maia na coletiva ‘Iminência da Tragédia’. Em tempos de fake news, os questionamentos sobre nossa percepção da realidade parecem – mais do que nunca – ser um campo onde a arte contemporânea inevitavelmente deve estar, inclusive promovendo o estímulo ao pensamento crítico. A mostra traz artistas que vivem em São Paulo e na Paraíba. A ideia é promover o intercâmbio e a circulação da produção artística contemporânea em diferentes circuitos expositivos.

Iminência da Tragédia Casarão 34
Pinturas de Potira Maia

Pinturas de Potira Maia

Pintura de Potira Maia

Pintura de Potira Maia


SERVIÇO:

Exposição: Iminência da Tragédia

Artista: Coletiva

Até 20 de novembro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 17h

Local: Casarão 34

Endereço: Praça Dom Adauto, 34 – Centro. João Pessoa – Paraíba. Telefone: (83) 3218-9708

Entrada gratuita.


Fortaleza (CE)

Os retratos pintados por Juca Máximo. Fotografia: Márcia Travessoni Galeria

Os retratos pintados por Juca Máximo. Fotografia: Márcia Travessoni Galeria

Com passagem por países como Áustria, Alemanha, Canadá, Japão e Paquistão, o cearense Juca Máximo finalmente realiza sua primeira exposição em Fortaleza. São 17 pinturas com retratos de gente que o artista, silenciosamente, observa nas ruas, em seu cotidiano, transformando rostos em traços, cores e texturas. A escolha do restaurante Sótão Moleskine como espaço expositivo não foi por acaso. Segundo o artista, sua intenção era estar mais próximo do público, em um local de bastante movimento.

Juca Máximo Me Tenha, Distância
Juca Máximo Me Tenha, Distância
As obras de Juca Máximo já foram expostas em vários países. Fotografia: Márcia Travessoni Galeria

As obras de Juca Máximo já foram expostas em vários países. Fotografia: Márcia Travessoni Galeria

SERVIÇO:

Exposição: Me tenha, distância

Artista: Juca Máximo

Até 16 de novembro, de segunda a quinta-feira, das 17h às 00h e de sexta-feira a domingo, das 12h às 00h

Local: Restaurante Sótão Moleskine

Endereço: Rua Professor Dias da Rocha, 578 – Meireles. Fortaleza – Ceará. Telefone: (85) 3037-1700

Entrada gratuita.


Natal (RN)

Composição de Sofia Bauchwitz

Composição de Sofia Bauchwitz

Na exposição ‘Até sair do mapa’, a carioca Sofia Bauchwitz reafirma sua luta pelo direito de caminhar pelo mundo em busca de um horizonte renovado. A artista apresenta uma instalação com textos, fotografias, pinturas e pedras, entrando no campo tridimensional para questionar as limitações presentes no ato de enquadrar imagens, sejam em fotografias, quadros ou janelas. Trata-se da insuficiência de se transmitir a barbárie social por meio desses enquadramentos. A exposição nos convida a sair do plano e ganhar o mundo lá fora.

Sofia Bauchwitz
Sofia Bauchwitz
Sofia Bauchwitz

SERVIÇO:

Exposição: Até sair do mapa

Artista: Sofia Bauchwitz

Até 26 de outubro, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h

Local: Galeria Conviv’art

Endereço: Avenida Senador Salgado Filho, 3000, Sala 11, Campus Universitário UFRN – Lagoa Nova. Natal – Rio Grande do Norte. Telefone: (84) 3215-3240 (Centro de Convivência Djalma Marinho)

E-mail: galeriaconvivart@gmail.com

Entrada gratuita.


Teresina (PI)

Nesta exposição, as pintura de Avelar Amorim trazem crianças e diferentes maneiras de se entender o sentido da palavra erê

Nesta exposição, as pintura de Avelar Amorim trazem crianças e diferentes maneiras de se entender o sentido da palavra erê

Ainda em clima de mês da criança, o artista visual piauiense Avelar Amorim celebra as alegrias da infância com a diversidade de cores de seu trabalho, na exposição ‘Erê’, que no idioma iorubá é uma expressão associada à ‘brincadeira’. A exposição está em cartaz no café O Guarany, no Jóquei, e apresenta 23 pinturas, entre acrílico sobre tela e aquarela.

Avelar Amorim Erê
Avelar Amorim Erê

SERVIÇO:

Exposição: Erê

Artista: Avelar Amorim

Até 29 de outubro, de segunda-feira a sábado, das 9h às 21h

Local: Cafeteria O Guarany

Endereço: Rua Aviador Irapuã Rocha, 1212 – Jóquei, Teresina – Piauí. Telefone: (86) 3233-3311

Entrada gratuita.


Recife (PE)

Fotografia: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Fotografia: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

A Arte Plural Galeria recebe as fotografias de Helder Ferrer. Fotografia: Hélia Scheppa

A Arte Plural Galeria recebe as fotografias de Helder Ferrer. Fotografia: Hélia Scheppa

O ciclo de renovação da Mata Atlântica é tema da exposição ‘Caos – Fertilidade e Mistérios’, do fotógrafo Helder Ferrer. São 22 imagens, feitas em cenários naturais de Aldeia, na região metropolitana do Recife. É lá que está a maior reserva de Mata Atlântica de Pernambuco e onde o artista foi morar há cerca de 2 anos. Desde então, o interesse pela floresta se tornou constante e o artista passou a se aventurar mata adentro, descobrindo sons, texturas e detalhes da fauna e da flora do lugar. Acima de tudo, os registros de Ferrer também expressam um grito da natureza pela sua preservação.

‘Fertilidade’,  pigmento mineral sobre papel, foto de Helder Ferrer, presente na exposição

‘Fertilidade’, pigmento mineral sobre papel, foto de Helder Ferrer, presente na exposição

‘Mistério 1’ , pigmento mineral sobre papel, foto de Helder Ferrer, presente na exposição

‘Mistério 1’, pigmento mineral sobre papel, foto de Helder Ferrer, presente na exposição

SERVIÇO:

Exposição: Caos – Fertilidade e Mistérios

Artista: Helder Ferrer

Até 21 de dezembro, de terça a sexta-feira, das 13h às 19h e aos sábados, das 16h às 20h

Local: Arte Plural Galeria

Endereço: Rua da Moeda, 140, Recife Antigo. Recife – Pernambuco. Telefone: (81) 3424-4431

Entrada gratuita.


Aracaju (SE)

Pequena instalação de Rick Rodrigues

Pequena instalação de Rick Rodrigues

O que é um lar? Já parou pra pensar sobre as qualidades que estão relacionadas a esse conceito? O espaço de habitação, o conforto da intimidade, a moradia como proteção... essas são algumas discussões que o artista visual capixaba Rick Rodrigues propõe em seu trabalho poético. Composta por desenhos, bordados, objetos e pequenas instalações, a exposição ‘Eu sou o meu lar’ expressa com sutileza que um lar é muito mais do que uma casa.

A sutileza poética de Rick Rodrigues se manifesta principalmente em seus bordados

A sutileza poética de Rick Rodrigues se manifesta principalmente em seus bordados

Rick Rodrigues Eu sou o meu lar
Rick Rodrigues Eu sou o meu lar

SERVIÇO:

Exposição: Eu sou o meu lar

Artista: Rick Rodrigues

Até 8 de novembro, de segunda a sexta-feira, das 10h às 20h

Local: Galeria de Arte do Sesc-SE

Endereço: Rua Senador Rollemberg, 301 – São José. Aracaju – Sergipe. Telefone: (79) 3216-2753

E-mail: sescgaleria@gmail.com

Entrada gratuita.


São Luís (MA)

Walter Sá propõe uma releitura pop do cazumba, personagem do bumba-meu-boi

Walter Sá propõe uma releitura pop do cazumba, personagem do bumba-meu-boi

O Centro Cultural Vale Maranhão (CCVM) recebe três artistas visuais na edição deste ano do projeto Ocupa CCVM 2018. Os artistas, que foram selecionados via edital, realizaram obras especialmente para os espaços do CCVM, são eles: ‘Nega Sim, Sua Não’, de Sunshine Santos, que aborda o tema da condição da mulher negra no Brasil; ‘#caz(1)bando’, do artista Walter Sá, que propõe uma releitura pop da figura do cazumba, personagem do bumba-meu-boi da Baixada Maranhense; e por fim, ‘Gestos Fósseis’, instalação de Romana Maria, que apresenta suas investigações sobre a gestualidade na escultura em cerâmica.

Instalação  ‘Gestos Fósseis’ , de Romana Maria

Instalação ‘Gestos Fósseis’, de Romana Maria

Detalhe da obra  ‘Nega Sim, Sua Não’ , de Sunshine Santos

Detalhe da obra ‘Nega Sim, Sua Não’, de Sunshine Santos

SERVIÇO:

Exposição: Ocupa CCVM 2018

Artista: Coletiva

Até 22 de dezembro, de terça-feira a domingo, das 10h às 19h

Local: Centro Cultural Vale Maranhão

Endereço: Av. Henrique Leal, 149 – Praia Grande. São Luís - Maranhão.

Entrada gratuita.

Giro cultural: 9 exposições de arte em cartaz no Nordeste para visitar em março

Março chegou e finalmente parece que 2018 começou! Diversas exposições estão em cartaz no Nordeste e muitas galerias, museus e centros culturais já anunciaram novas exposições para os próximos dias. Como sempre, destacamos uma mostra em cada capital e é preciso ressaltar a presença das mulheres nesta edição, com trabalhos artísticos, assinando curadorias, à frente de galerias particulares... Enfim, ocupando todos os espaços que cercam o campo das artes!

Também chama atenção o número de exposições coletivas: cinco ao todo, sendo uma delas a exposição 'Acervo dos Salões', no MAM da Bahia, com obras de artistas premiados ao longo de 15 edições de um dos principais eventos de arte contemporânea do país.

Mas chega de papo e vamos direto ao assunto:

Recife (PE)

Obras da artista Gio Simões

Obras da artista Gio Simões

gio simões amparo 60

Março é o mês das mulheres e a gente já começa com uma exposição inteiramente delas! A Galeria Amparo 60 reuniu 11 artistas mulheres na mostra 'A Noite Não Adormecerá', que apresenta 15 obras de arte contemporânea, transitando entre a pintura, a videoarte, o grafite e a instalação. A ideia da mostra surgiu após a proprietária da galeria, Lúcia Santos, constatar a recorrente ausência de artistas mulheres nas aberturas de exposições da Amparo 60 e a emergência de ampliar os espaços de atuação delas na cena artística contemporânea de Pernambuco. Entre os discursos das obras, há lugar para anarquia, violência, crítica política, corpos, territórios e mergulhos subjetivos. Quem assina a curadoria é a jornalista e mestra em artes visuais, Julya Vasconcelos.

Convidados prestigiam a abertura da exposição

Convidados prestigiam a abertura da exposição

Obra da artista Regina José Galindo, da Guatemala

Obra da artista Regina José Galindo, da Guatemala

Exposição: A Noite Não Adormecerá
Artista: Coletiva
Até 21 de abril, de terça a sexta-feira, das 10h às 19h e aos sábados, das 11h às 17h
Local: Galeria Amparo 60
Endereço: Rua Artur Muniz, 82, 1º andar, salas 13 e 14, Boa Viagem. Recife – Pernambuco (Edifício Califórnia, entrada pelo restaurante Alphaiate). Telefone: (81) 3033-6060
Entrada gratuita

SERVIÇO:


Teresina (PI)

'Reverência' , pintura sobre tela de Regina Moraes

'Reverência', pintura sobre tela de Regina Moraes

Pela primeira vez no Nordeste, o projeto 'Mares, Flores e Estrelas Guias' chega à Teresina com a exposição 'Circuito Arte Brasil', assinada pela curadora paulista Ângela de Oliveira, que já promoveu exposições de artistas brasileiros em diversas cidades do país e também do exterior, como Miami, Nova York, Porto, Viena, Paris e Barcelona. Em Teresina, as obras de 18 artistas estão reunidas na Galeria Montmartre, no bairro Noivos. Representando o Piauí, estão as artistas Amanda Coelho, Christiane Fontenelle, Larissa Palha Dias e Gina Castelo Branco, mas a coletiva também apresenta o trabalho de talentos de Minas Gerais, Bahia, Ceará, São Paulo, Rio Grande do Sul e Paraná. Uma ótima oportunidade para o público piauiense conhecer novos nomes da arte brasileira.

Público prestigia as obras da exposição na noite do vernissage

Público prestigia as obras da exposição na noite do vernissage

Um dos trabalhos integrantes da mostra

Um dos trabalhos integrantes da mostra

Exposição: Circuito Arte Brasil
Artista: Coletiva
Até 30 de março, de segunda-feira a sábado, das 10h às 19h
Local: Montmartre Arte e Galeria
Endereço: Rua Professor Pires Gayoso, 689, Bairro Noivos, Teresina – Piauí. Telefone: (86) 98855-8626
E-mail: montmartreloja@gmail.com
Entrada gratuita.

SERVIÇO:


Aracaju (SE)

Retrato de família misturado à lama de rejeitos de mineração da tragédia de Mariana-MG

Retrato de família misturado à lama de rejeitos de mineração da tragédia de Mariana-MG

Um mês após o rompimento da barragem de rejeitos de minério em Mariana-MG, a fotógrafa Iza Foz esteve na cidade e registrou objetos espalhados pela lama, na tentativa de conhecer um pouco do cotidiano do povoado de Bento Rodrigues, lugar mais afetado pela tragédia. Nas fotos, o flagrante da rotina dos moradores, interrompida e ligada para sempre ao maior desastre ambiental do Brasil: a panela do almoço coberta de lama, o fogão arremessado ao telhado, o quadro quebrado com o retrato da família. A catástrofe aconteceu em 5 de novembro de 2015, afetou 39 cidades e deixou 19 mortos. Para nunca esquecer!

A exposição está em cartaz no charmoso Café da Gente, anexo ao Museu da Gente Sergipana

A exposição está em cartaz no charmoso Café da Gente, anexo ao Museu da Gente Sergipana

O Café da Gente sempre disponibiliza seu espaço para realização de exposições temporárias

O Café da Gente sempre disponibiliza seu espaço para realização de exposições temporárias

Exposição: Da Lama à Alma
Artista: Iza Foz
Até 6 de abril, de terça-feira a domingo, das 10h às 18h
Local: Café da Gente
Endereço: Avenida Ivo do Prado, 398, Centro. Aracaju – Sergipe (Museu da Gente Sergipana). Telefone: (79) 3246-3186
Entrada gratuita.

SERVIÇO:


Fortaleza (CE)

Imagem retirada da animação  'Barbara Balaclava'  (2016), de Thiago Martins de Melo

Imagem retirada da animação 'Barbara Balaclava' (2016), de Thiago Martins de Melo

Cinco pequenas mostras ocupam as salas do Museu de Arte Contemporânea do Ceará na exposição '/Simultâneos/'. O maranhense Thiago Martins de Melo apresenta o filme de animação 'Barbara Balaclava' (2016), que questiona feridas abertas (e ainda atuais) como massacre indígena e desapropriação de terras. Já a artista Lis Paim mostra pela primeira vez seu arquivo audiovisual constituído a partir das ruínas do Alagoas Iate Clube, um antigo clube modernista localizado dentro do mar, no principal cartão postal de Maceió-AL. Ainda no campo da fotografia, a exposição exibe fragmentos de álbuns de famílias da região cearense do Cariri, com fotos produzidas pela artista Telma Saraiva, que na metade do século XX desenvolveu uma técnica para colorir fotografias em preto e branco, utilizando pintura. Tem também uma mostra com obras dos acervos do MAC-CE e da Pinacoteca do Estado do Ceará que aproximam diferentes artistas sob o universo da mulher. E por fim, o paulista Ricardo Basbaum convida o público a participar de sua instalação, oferecendo um objeto de aço que o participante deve levar para casa e realizar uma experiência artística.

As ruínas do Alagoas Iate Clube, na mostra  'Montando Uma Ruína' , projeto assinado por Lis Paim

As ruínas do Alagoas Iate Clube, na mostra 'Montando Uma Ruína', projeto assinado por Lis Paim

Uma das fotografias pintadas pela pioneira Telma Saraiva

Uma das fotografias pintadas pela pioneira Telma Saraiva

'Negra Gorda' , obra de Antônio Bandeira, na mostra de acervos

'Negra Gorda', obra de Antônio Bandeira, na mostra de acervos

Exposição: /Simultâneos/
Artista: Coletiva
Até 13 de maio, de terça à sexta-feira, das 9h às 19h e aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h
Local: Museu de Arte Contemporânea do Ceará - MAC-CE
Endereço: Rua Dragão do Mar, 81 - Praia de Iracema. Fortaleza - Ceará (Centro Cultural Dragão do Mar de Arte e Cultura). Telefone: (85) 3488-8621
Entrada gratuita.

SERVIÇO:


São Luís (MA)

Últimos dias para conferir a exposição  'Afetos' , de Edgar Rocha

Últimos dias para conferir a exposição 'Afetos', de Edgar Rocha

Últimos dias para conferir a exposição 'Afetos', com fotografias do paulistano Edgar Rocha, radicado há mais de 40 anos no Maranhão. Ao longo de sua carreira, o fotógrafo fez registros que expressam elementos das tradições, dos saberes e do patrimônio da cultura popular maranhense, como as celebrações e o cotidiano dos navegantes. A mostra retrospectiva reúne 70 fotografias entre imagens coloridas e também em preto e branco. Destaque especial para a luz intimista de algumas fotografias, tiradas ao cair da tarde.

A luz das fotografias de Edgar Rocha é um dos principais elementos de sua estética

A luz das fotografias de Edgar Rocha é um dos principais elementos de sua estética

afetos edgar rocha ccvm

Exposição: Afetos
Artista: Edgar Rocha
Até 17 de março, de terça-feira a domingo, das 10h às 19h
Local: Centro Cultural Vale Maranhão
Endereço: Av. Henrique Leal, 149 – Praia Grande. São Luís - Maranhão.
Entrada gratuita.

SERVIÇO:


Salvador (BA)

O MAM-BA reuniu obras de artistas premiados durante as 15 edições do Salão da Bahia, entre 1994 e 2008

O MAM-BA reuniu obras de artistas premiados durante as 15 edições do Salão da Bahia, entre 1994 e 2008

O Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA) continua promovendo ações significativas de seu projeto Estado Bienal, na tentativa de trazer de volta ao circuito artístico brasileiro a Bienal de Arte da Bahia. Dessa vez, o MAM-BA reuniu obras de artistas premiados ao longo das 15 edições do Salão da Bahia, entre 1994 e 2008. O evento colaborou, por meio de prêmios de aquisições, com a formação de um acervo público de obras de arte contemporânea, tornando-se um dos mais relevantes difusores da arte brasileira na virada do século. Com essa mostra retrospectiva, o MAM-BA não apenas homenageia o Salão da Bahia, como evidencia a indispensável contribuição de eventos como esse na composição do patrimônio cultural do país.

acervo dos salões MAM-BA
acervo dos salões MAM-BA
acervo dos salões MAM-BA

Exposição: Acervo dos Salões
Artistas: Coletiva
Até 29 de abril, de terça-feira a sábado, das 13h às 18h
Local: Capela do Museu de Arte Moderna da Bahia – MAM-BA
Endereço: Av Lafayete Coutinho, s/n, Largo Dois de Julho, Salvador – Bahia. Telefone: (71) 3117-6139
E-mail: ascom.mam@gmail.com
Entrada gratuita.

SERVIÇO:


Maceió (AL)

Pintura de Lula Nogueira. Um panorama da folia maceioense

Pintura de Lula Nogueira. Um panorama da folia maceioense

O Carnaval passou, mas o Complexo Cultural Teatro Deodoro continua em clima de folia! Abrindo seu calendário de exposições de 2018, a galeria de arte da instituição apresenta a mostra ‘Carnelevarium - Prazeres da Carne’, abordando a contradição entre o sagrado e o profano que envolve a festa popular mais tradicional do Brasil. Ao todo, 27 obras ocupam os dois pavimentos do prédio, entre esculturas, pinturas, desenhos, fotografias, instalações e até um bumba meu boi logo na entrada na exposição. Entre os artistas, estão nomes conhecidos da cena artística alagoana, como Lula Nogueira, Persivaldo Figueirôa, Adriana Jardim, Suel Cordeiro, Dênnys Oliveira e Levy Paz, que assina sua estreia como curador.

carnelevarium diteal maceió
carnelevarium diteal maceió
carnelevarium diteal maceió

Exposição: Carnelevarium – Prazeres da Carne
Artista: Coletiva
Até 29 de março, de segunda-feira a sábado, das 8h às 18h (exceto às quartas-feiras, que é das 8h às 20h) e aos domingos e feriados, das 14h às 17h
Local: Complexo Cultural Teatro Deodoro
Endereço: Rua Barão de Maceió, s/n - Centro. Maceió - Alagoas. Telefone: (82) 3315-5660

SERVIÇO:


João Pessoa (PB)

A Galeria de Arte da Usina Cultural Energisa recebe mais um artista contemplado pelo seu edital de ocupação 2017/2018. A exposição 'Em Órbita' traz 20 trabalhos inéditos do artista paraibano Mirabeau Menezes, produzidos entre 2016 e 2017. São desenhos e pinturas a óleo que exploram o território figurativo do artista, construído ao longo de mais de 30 anos de carreira e cheio de elementos que parecem pertencer a uma mitologia própria. Arrisco a dizer, inclusive, que as obras podem remeter à pintura egípcia, devido aos tons terrosos e à predominância de figuras em perfil. São trabalhos de cores e formas singelas, mas encantadoras. Vale a visita.

A postura das figuras podem remeter à pintura egípcia

A postura das figuras podem remeter à pintura egípcia

usina cultural energisa mirabeau menezes
Pintura de Mirabeau Menezes sobre azulejos

Pintura de Mirabeau Menezes sobre azulejos

Exposição: Em Órbita
Artista: Mirabeau Menezes
Até 31 de março, de terça-feira a domingo, das 14h às 20h
Local: Usina Cultural Energisa
Endereço: Rua João Bernardo de Albuquerque, 243, Tambiá. João Pessoa – Paraíba. Telefone: (83) 3221-6343
Entrada gratuita.

SERVIÇO:


Natal (RN)

Público confere as pinturas de Gil Leal durante abertura da exposição

Público confere as pinturas de Gil Leal durante abertura da exposição

E pra terminar nosso giro cultural de março tem a exposição 'Sisọ ọrọ: imagens falantes', que é a primeira das seis propostas selecionadas para a pauta de exposições 2018 da Galeria de Arte do SESC Cidade Alta. São 20 pinturas assinadas pelo artista visual Gil Leal, que também é um ogan, ou seja, um sacerdote do candomblé. As obras do artista dialogam com o universo simbólico, as trajetórias e os códigos dos 16 orixás que são comumente cultuados nessa religião de matriz africana. O termo sisọ ọrọ é uma expressão do idioma iorubá que significa 'imagem que fala'. Aqui, é a pintura que carrega o discurso.

Todas as obras permeiam o universo dos orixás

Todas as obras permeiam o universo dos orixás

siso oro galeria sesc cidade alta gil leal

Exposição: Sisọ ọrọ: imagens falantes
Artista: Gil Leal
Até 11 de abril, das 9h às 19h, exceto finais de semana e feriados
Local: Galeria de Arte do SESC Cidade Alta
Endereço: Rua Coronel Cascudo, 33, Cidade Alta. Natal – Rio Grande do Norte. Telefone: (84) 3133-0360
Entrada gratuita.

SERVIÇO:

Que tal começar o ano expondo sua arte? Galerias de 3 cidades do Nordeste estão com editais de ocupação abertos. Confira!

O ano tá só no início, mas ninguém precisa esperar o carnaval passar pra começar a se planejar, né? Se você é artista, se ligue nos editais de ocupação que estão abertos em galerias de arte de Aracaju-SE, Maceió-AL e Natal-RN. Quem sabe assim você não garante exposições pro ano todinho?

Galeria de Arte J. Inácio

Visitantes contemplam as obras de Flávio Antonini na Galeria de Arte J. Inácio. O artista foi um dos selecionados no edital  de 2017

Visitantes contemplam as obras de Flávio Antonini na Galeria de Arte J. Inácio. O artista foi um dos selecionados no edital  de 2017

Você tem até 9 de fevereiro para se inscrever no edital que selecionará 6 propostas para ocupar a Galeria de Arte J. Inácio ao longo de 2018. Localizada em Aracaju-SE, anexa à Biblioteca Pública Epifânio Dórea, a J. Inácio completou 36 anos recentemente e é um dos espaços expositivos mais atuantes da cena artística sergipana.

Há 3 anos ela implantou sua política de editais de ocupação e, em 2018, cada proposta selecionada receberá uma premiação de R$ 7 mil. Podem participar artistas de todo o país, em projetos inéditos individuais ou coletivos, de linguagens como desenho, pintura, fotografia, arte eletrônica, instalações, quadrinhos, graffiti, entre outras. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelos Correios ou pessoalmente no Setor de Protocolo da Secretaria de Estado da Cultura de Sergipe (Secult-SE).

Entrada da Galeria de Arte J. Inácio

Entrada da Galeria de Arte J. Inácio

A J. Inácio é um dos principais espaços expositivos de Aracaju-SE

A J. Inácio é um dos principais espaços expositivos de Aracaju-SE

O resultado será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE-SE) no dia 26 de fevereiro e a primeira exposição será montada já em março! Para mais detalhes sobre documentação, prazos e critérios de seleção, confira o edital:


Galeria de Artes do Complexo Cultural Teatro Deodoro

Piso superior da galeria, durante o III Salão de Arte Contemporânea de Alagoas, em 2017

Piso superior da galeria, durante o III Salão de Arte Contemporânea de Alagoas, em 2017

Já a Galeria de Artes do Complexo Cultural Teatro Deodoro, em Maceió-AL, abriu edital para selecionar – misteriosamente – uma única exposição de arte, individual ou coletiva, que ocupará a galeria entre 15 de março e 15 de maio de 2018. A exposição precisa ser inédita no circuito cultural de Alagoas e o edital não especifica se os proponentes precisam ser alagoanos ou residentes no estado (acredito que não).

Fachada da Galeria de Artes do Complexo Cultural Teatro Deodoro

Fachada da Galeria de Artes do Complexo Cultural Teatro Deodoro

Gostaria muito do entender o motivo pelo qual a Diteal (Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas), órgão que gerencia a galeria, optou por não realizar uma seleção mais ampla, que contemple propostas suficientes para planejar a ocupação anual de sua pauta de exposições. Seria apenas por motivos financeiros?

O fato é que um edital tão restrito vai de encontro com o que acontece em outras galerias públicas e, portanto, causa certo estranhamento. Talvez se a gente entender que o Complexo Cultural Teatro Deodoro, inaugurado no finalzinho de 2014, ainda está dando seus primeiros passos, dá até pra relevar... (mas estamos de olho!)

De qualquer forma, pessoas físicas ou jurídicas podem se inscrever até 25 de janeiro, unicamente pelos Correios. O edital aceita propostas nas mais diversas linguagens, bastante amplas até, como desenho, fotografia, criações digitais, escultura, graffiti, gravura, poesia visual, videoarte, instalação, performance, body art, entre outras manifestações híbridas. O artista ou grupo selecionado receberá uma premiação de R$ 10 mil.

Visitante contempla obras de arte no  térreo da Galeria de Artes do Complexo Cultural Teatro Deodoro

Visitante contempla obras de arte no  térreo da Galeria de Artes do Complexo Cultural Teatro Deodoro

O resultado será divulgado no dia 2 de fevereiro no site da Diteal e no Diário Oficial do Estado (DOE-AL). Para mais informações sobre critérios de seleção, documentação exigida e prazos consulte o edital:


Pinacoteca Universitária da Ufal

A exposição retrospectiva de Marta Arruda foi um dos destaques de 2016 da Pinacoteca da Ufal

A exposição retrospectiva de Marta Arruda foi um dos destaques de 2016 da Pinacoteca da Ufal

Ainda em Maceió-AL, a Pinacoteca da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) também está com inscrições abertas para seu edital de ocupação. Criada em 1981, a Pinacoteca da Ufal provavelmente é o espaço expositivo mais representativo da cena artística contemporânea em Alagoas. Há vários anos ela consolidou sua política de editais, abrindo espaço à ampla concorrência de propostas de todo o Brasil.

A Pinacoteca da Ufal recebe propostas até 15 de janeiro

A Pinacoteca da Ufal recebe propostas até 15 de janeiro

Exposição de Hilda Moura, que foi contemplada em 2016

Exposição de Hilda Moura, que foi contemplada em 2016

As inscrições para o edital de 2018 podem ser feitas até 15 de janeiro, exclusivamente por via postal. As propostas também devem ser inéditas no circuito cultural de Alagoas. Serão aceitos trabalhos nas mais diversas linguagens artísticas (a Pinacoteca é bem flexível quanto a isso) e a seleção será feita por uma comissão especializada, composta por 7 membros que analisarão as propostas de acordo com os critérios previstos no edital.

Infelizmente a Pinacoteca não disponibiliza premiação e nem deixa claro quantos projetos serão selecionados, mas em 2017 foram 5 contemplados. Para mais detalhes, acesse o edital:


Galeria Conviv’Art

Visão geral da exposição  'Estruturas que criamos para reter' , de Leonardo Versieux, na Galeria Conviv'Art

Visão geral da exposição 'Estruturas que criamos para reter', de Leonardo Versieux, na Galeria Conviv'Art

E pra fechar o assunto, tem mais uma galeria universitária esperando a sua proposta! A Galeria Conviv'Art, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em Natal-RN, está com edital de ocupação aberto até 16 de fevereiro. Serão selecionados 7 projetos em artes visuais que farão parte da agenda de exposições da galeria durante 2018.

As propostas podem ser individuais ou coletivas e os interessados podem ser de qualquer nacionalidade, desde que não tenham sido contemplados no edital de 2017. Ah, as exposições também precisam ser inéditas na cidade de Natal.

Outras obras de Leonardo Versieux na Galeria Conviv'Art

Outras obras de Leonardo Versieux na Galeria Conviv'Art

galeria conviv'art

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas por via postal ou pessoalmente, na sede do Núcleo de Arte e Cultura (NAC), setor da universidade que gerencia a galeria. A seleção será feita por uma comissão formada por 3 especialistas, que avaliarão os projetos de acordo com critérios previstos no edital. O resultado final será publicado no site do NAC até o dia 28 de fevereiro.

Infelizmente o edital também não oferece premiação aos selecionados. =(

Consulte o edital para mais detalhes:

Boa sorte e não me decepcionem! Faço questão de ver os trabalhos de vocês nas 4 galerias! 😉

Giro cultural: as melhores exposições no Nordeste para conferir até o fim de junho

Já estamos na reta final do mês do São João e tem muita exposição de arte em cartaz que só está esperando a sua visita pra também ser encerrada. Portanto, antes que a fogueira se apague, corra até a mostra mais próxima a você! Como de costume, o Pigmum selecionou uma exposição em cada capital do Nordeste pra te ajudar a se programar. Confira:

Salvador (BA)

Duas crianças Saarauis correndo pelo deserto do Saara

Duas crianças Saarauis correndo pelo deserto do Saara

Nuvens no mar do Caribe após passagem de furacão

Nuvens no mar do Caribe após passagem de furacão

O vento é o elemento que aproxima duas realidades completamente diferentes nesta exposição fotográfica. De um lado, o fotógrafo Rogério Ferrari reuniu imagens feitas em 2008 no Saara Ocidental, com registros do povo Saaraui, que vive refugiado em uma região contestada pelo Marrocos; do outro lado, as fotografias de Simone Carvalho apresentam o céu do Caribe após a passagem de um furacão, em setembro de 2015. Dois contextos distintos unidos por uma beleza incontestável!

A exposição está em cartaz na galeria RV Cultura e Arte

A exposição está em cartaz na galeria RV Cultura e Arte

O povo Sarraui habita uma região desértica ocupada há décadas pelo Marrocos

O povo Sarraui habita uma região desértica ocupada há décadas pelo Marrocos

Vista aérea do Caribe

Vista aérea do Caribe

Exposição: O Espaço Vento
Artistas: Rogério Ferrari e Simone Carvalho
Até 1º de julho, de segunda à sexta-feira, das 10h às 18h e aos sábados, das 10h às 16h
Local: RV Cultura e Arte
Endereço: Av. Cardeal da Silva, 158, Rio Vermelho. Salvador - Bahia. Telefone: (71) 3347-4929
Entrada gratuita.


Fortaleza (CE)

O cineasta americano Orson Welles (sentado) durante passagem pelo Ceará, em 1942. Fotografia: Chico Albuquerque

O cineasta americano Orson Welles (sentado) durante passagem pelo Ceará, em 1942. Fotografia: Chico Albuquerque

E tem mostra fotográfica também na capital cearense. São as últimas semanas da exposição 'O fotógrafo Chico Albuquerque, 100 Anos', que comemora o centenário deste cearense que foi um dos responsáveis por projetar nacionalmente a costa marítima do estado. Em 1942, Chico Albuquerque acompanhou o cineasta americano Orson Welles ('Cidadão Kane') durante as gravações de um documentário sobre quatro jangadeiros. Infelizmente, o filme permaneceu inacabado, mas virou história. Em abril, foi destaque na edição deste ano do maior festival de artes do Ceará, a Maloca Dragão. Essa exposição, com mais de 400 imagens, abriu o festival e continua em cartaz desde então. Se você ainda não viu, corra pra ver!

Fotos do ensaio  'Mucuripe' , responsável por projetar nacionalmente a costa cearense

Fotos do ensaio 'Mucuripe', responsável por projetar nacionalmente a costa cearense

Chico Albuquerque

Exposição: O Fotógrafo Chico Albuquerque, 100 Anos
Artista: Chico Albuquerque
Até 2 de julho, de terça à sexta-feira, das 9h às 19h e aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h
Local: Museu de Arte Contemporânea do Ceará - MAC-CE
Endereço: Rua Dragão do Mar, 81 - Praia de Iracema. Fortaleza - Ceará (Centro Cultural Dragão do Mar de Arte e Cultura). Telefone: (85) 3488-8621
Entrada gratuita.


São Luís (MA)

Rob Silva trabalhou com pintura a óleo e pintura digital para compor as obras dessa exposição

Rob Silva trabalhou com pintura a óleo e pintura digital para compor as obras dessa exposição

Das 13 telas expostas na exposição 'Do Pincel ao Pixel', 5 são frutos de experimentos do artista paulista Rob Silva com pintura digital. Nas demais, a tinta a óleo predomina, provando que é absolutamente possível o diálogo entre a materialidade da tinta e as possibilidades artísticas do pixel. A necessidade de incluir o computador no processo criativo surgiu após a mudança do artista para São Luís-MA, onde passou a trabalhar em um apartamento menor do que seu ateliê em São Paulo. Com o computador, o artista não precisou mais condicionar sua criatividade à limitação espacial e dessa forma descobriu afinidades entre o digital e o analógico. É o resultado dessa pesquisa que o visitante vai encontrar na Sala Sesc de Exposições.

Tela de Rob Silva

Tela de Rob Silva

A mostra ocupa a Sala Sesc de Exposições

A mostra ocupa a Sala Sesc de Exposições

Exposição: Do Pincel ao Pixel
Artista: Rob Silva
Até 30 de junho, de segunda à sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h às 17h
Local: Sala Sesc de Exposições (Condomínio Fecomércio Sesc/Senac)
Endereço: Av. dos Holandeses, s/n, Quadra 04, Jardim Renascença II. São Luís - Maranhão. Telefone: (98) 3216-3830
E-mail: galeriadeartesescma@gmail.com
Entrada gratuita.


Maceió (AL)

Piso superior do III Salão de Arte Contemporânea de Alagoas

Piso superior do III Salão de Arte Contemporânea de Alagoas

Sessenta artistas participam até 10 de julho do III Salão de Arte Contemporânea de Alagoas, que pela primeira vez também recebeu obras de artistas de outros estados. São dezenas de trabalhos, entre pinturas, gravuras, fotografias, desenhos e esculturas, ocupando os dois pavimentos do Complexo Cultural Teatro Deodoro. A exposição integra as atividades em comemoração aos 200 anos de emancipação política de Alagoas, que durante todo o ano estão movimentando a cena cultural do estado.

Obras da exposição. Em primeiro plano, a tela  'OSNIs' , de Suel Damasceno

Obras da exposição. Em primeiro plano, a tela 'OSNIs', de Suel Damasceno

'Samba' , óleo sobre tela de Cícera Dias

'Samba', óleo sobre tela de Cícera Dias

Destaque da obra  'A História do Filé'

Destaque da obra 'A História do Filé'

Exposição: III Salão de Arte Contemporânea de Alagoas
Artista: Coletiva
Até 10 de julho, de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h e nas quartas-feiras, das 8h às 20h
Local: Complexo Cultural Teatro Deodoro
Endereço: Rua Barão de Maceió, s/n - Centro. Maceió - Alagoas. Telefone: (82) 3315-5660
Entrada gratuita.


João Pessoa (PB)

O amor sob nova perspectiva é uma das propostas de Everton David

O amor sob nova perspectiva é uma das propostas de Everton David

No mês dos namorados, o artista visual Everton David apresenta seu olhar sobre a lógica das relações afetivas contemporâneas na exposição 'Pegou Amor'. São 45 trabalhos, produzidos nos últimos dois anos, entre desenhos, colagens, pinturas, fotografias e sobreposições. Ainda há espaço para o ultrarromantismo no século XXI? Vai lá na Galeria de Arte da Usina Cultural Energisa e confira. Ah, não esqueça de levar o seu amor!

A exposição de Everton David é tão minuciosa quanto as relações afetivas

A exposição de Everton David é tão minuciosa quanto as relações afetivas

Everton David

Exposição: Pegou Amor
Artista: Everton David
Até 8 de julho, de terça-feira a domingo, das 14h às 20h
Local: Usina Cultural Energisa
Endereço: Rua João Bernardo de Albuquerque, 243, Tambiá. João Pessoa – Paraíba. Telefone: (83) 3221-6343
Entrada gratuita.


Recife (PE)

Obra de Lula Cardoso Ayres exposta na retrospectiva do artista

Obra de Lula Cardoso Ayres exposta na retrospectiva do artista

Talvez essa seja uma das exposições mais importantes do ano no Nordeste. A Caixa Cultural do Recife inaugurou uma mostra retrospectiva da obra de Lula Cardoso Ayres, um grande nome do modernismo brasileiro e uma das figuras mais icônicas das artes visuais em Pernambuco. Ao todo são 208 obras que revelam a trajetória do artista por diferentes técnicas, como a pintura a óleo, acrílica sobre cartão, aquarela, têmpera, entre outras. Visitação fundamental, tá?

Obras do artista modernista exploram o colorido e a vibração dos folguedos populares de Pernambuco

Obras do artista modernista exploram o colorido e a vibração dos folguedos populares de Pernambuco

Telas de Lula Cardoso Ayres evidenciam seu traço modernista

Telas de Lula Cardoso Ayres evidenciam seu traço modernista

Lula Cardoso Ayres

Exposição: Lula Cardoso Ayres: Arte, Região e Tempo
Artista: Lula Cardoso Ayres
Até 27 de agosto, de terça-feira a sábado, das 10h às 20h e aos domingos, das 10h às 17h
Local: Caixa Cultural Recife
Endereço: Avenida Alfredo Lisboa, 505, Bairro do Recife – Recife – Pernambuco. Telefone: (81) 3425-1915
Entrada gratuita


Teresina (PI)

Obra do artista paraense Éder Oliveira

Obra do artista paraense Éder Oliveira

Agora é a vez da capital piauiense receber a exposição 'Alistamento', que já foi destaque por aqui em abril, quando esteve em cartaz em São Luís-MA. O paraense Éder Oliveira apresenta ao público seu olhar artístico sobre o alistamento militar, em um processo de experimentação estética que aproximou fotografia, retrato, pintura e intervenção. A exposição abre ainda a 10ª edição da Mostra Sesc Amazônia das Artes em Teresina-PI.

A exposição  'Alistamento'  já passou por outros estados, inclusive o Maranhão

A exposição 'Alistamento' já passou por outros estados, inclusive o Maranhão

Éder Oliveira

Exposição: Alistamento
Artista: Éder Oliveira
Até 30 de junho, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h e aos sábados, das 9h às 13h Local: Casa da Cultura de Teresina
Endereço: Rua Rui Barbosa, 348, Centro, Teresina – Piauí. Telefone: (86) 3230-9910
Entrada gratuita.


Natal (RN)

'Maria',  de Larissa Freire

'Maria', de Larissa Freire

Quatro mulheres unidas pela arte notaram algo em comum quando decidiram formar o Coletivo Entre Elas: a condição da mulher na sociedade era uma constante nas obras produzidas. Então, elas resolveram abraçar de vez o tema e agora o coletivo expõe pela primeira vez o resultado desse trabalho, desenvolvido com técnicas variadas, como pastel, nanquim, aquarela e gel. Mas não se engane! Embora haja afinidades entre as artistas, cada uma traz seu próprio traço e sua própria perspectiva a respeito do universo feminino.

A exposição está em cartaz na Galeria de Arte  do IFRN Cidade Alta

A exposição está em cartaz na Galeria de Arte  do IFRN Cidade Alta

Mulheres admirando mulheres

Mulheres admirando mulheres

Galeria de Arte IFRN Cidade Alta

Exposição: Mulher, Mulheres, Simplesmente Mulher
Artista: Coletivo Entre Elas
Até 28 de junho, de segunda à sexta-feira, das 8h às 21h
Local: Galeria de Arte IFRN Cidade Alta
Endereço: Av. Rio Branco, 743, Cidade Alta. Natal – Rio Grande do Norte. Telefone: (84) 4005-0970
Entrada gratuita.


Aracaju (SE)

O Salão dos Novos há 26 anos é uma ótima oportunidade para novos talentos

O Salão dos Novos há 26 anos é uma ótima oportunidade para novos talentos

E pra terminar nosso giro cultural de junho, tem uma das mais importantes mostras artísticas de Sergipe! A 26ª edição do Salão dos Novos selecionou 50 obras de artistas que ainda não tiveram a oportunidade de realizar exposições individuais. É uma ótima oportunidade para revelar novos talentos! A escolha foi feita por um júri técnico, que analisou cerca de 80 obras inscritas por meio de edital. Das 50 selecionadas, as quatro 4 melhores foram premiadas em dinheiro. Entre os trabalhos estão pinturas a óleo, aquarela, desenhos e esculturas.

Trabalhos expostos na 26ª edição do Salão dos Novos

Trabalhos expostos na 26ª edição do Salão dos Novos

III Salão dos Novos

Exposições: 26ª Salão dos Novos
Artistas: Coletiva
Até 30 de junho, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h e aos sábados, das 9h às 13h
Local: Galeria de Arte Álvaro Santos
Endereço: Praça Olímpio Campos, s/n - Centro. Aracaju - Sergipe. Telefone: (79) 3179-1308
Entrada gratuita.

Tá na hora de expor sua arte? Então se ligue nas galerias que estão com editais abertos em João Pessoa (PB) e Maceió (AL)

Boa notícia para artistas da Paraíba e de Alagoas. A Galeria de Arte Archidy Picado, em João Pessoa (PB); e a Galeria de Artes do Complexo Cultural Teatro Deodoro, em Maceió (AL), estão com editais abertos para ocupação de seus espaços e eu já estou ansioso pra ver o seu trabalho em uma delas. Confira os detalhes:

Complexo Cultural Teatro Deodoro, em Maceió (AL)

Complexo Cultural Teatro Deodoro, em Maceió (AL)

Espaço Cultural José Lins do Rêgo, em João Pessoa (PB)

Espaço Cultural José Lins do Rêgo, em João Pessoa (PB)

Galeria de Arte Archidy Picado

Galeria de Arte Archidy Picado está com edital de ocupação aberto até 7 de setembro de 2016 (Fotografia: Thercles Silva)

Galeria de Arte Archidy Picado está com edital de ocupação aberto até 7 de setembro de 2016 (Fotografia: Thercles Silva)

A Galeria de Arte Archidy Picado está localizada no Espaço Cultural José Lins do Rêgo, sede da Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) e é um dos lugares mais bacanas pra expor sua arte em João Pessoa. Para o segundo semestre de 2016, serão selecionados quatro projetos de artes visuais, que receberão R$ 3.500 para os custos com a montagem da mostra.

As obras precisam ser inéditas em João Pessoa, produzidas a partir de 2015 e inseridas no contexto artístico contemporâneo.

As inscrições estão abertas até o dia 7 de setembro e devem ser feitas apenas pela internet, com envio da ficha de inscrição e demais documentos para o e-mail editalgaleriafunesc2016@gmail.com. O edital e a lista de documentos necessários você encontra no site da Funesc, assim como a planta baixa da galeria.

A Galeria Archidy Picado é um dos melhores espaços para exposições em João Pessoa (Fotografia: Thercles Silva)

A Galeria Archidy Picado é um dos melhores espaços para exposições em João Pessoa (Fotografia: Thercles Silva)

archidy picado 4
Planta em perspectiva da Galeria Archidy Picado

Planta em perspectiva da Galeria Archidy Picado

As propostas podem ser individuais ou coletivas, mas apenas artistas paraibanos ou que residam no estado há mais de dois anos podem concorrer. =(

Os projetos serão julgados em etapa única, por uma Comissão de Seleção composta por três membros designados pela Funesc e o resultado será divulgado até o próximo dia 20 de setembro.

Galeria de Artes do Complexo Cultural Teatro Deodoro

Galeria de Artes do Complexo Cultural Teatro Deodoro recebe propostas até 16 de setembro

Galeria de Artes do Complexo Cultural Teatro Deodoro recebe propostas até 16 de setembro

O Complexo Cultural Teatro Deodoro foi inaugurado no finalzinho de 2014, ao lado do centenário e mais tradicional teatro alagoano, com a responsabilidade de se tornar um dos mais relevantes equipamentos culturais de Maceió. Sua Galeria de Artes faz parte dessa missão e também está com edital de ocupação aberto, a fim de contemplar duas propostas de artes visuais, que receberão R$ 10 mil, cada uma, para a execução da mostra.

Poderão participar do processo de seleção apenas pessoas jurídicas e as obras não precisam necessariamente ser inéditas em Alagoas. Os projetos escolhidos ficarão expostos no período de novembro de 2016 a janeiro de 2017. O edital não deixa claro se os artistas precisam ser alagoanos ou residir no estado. Acho que não precisa. =)

deodoro 3

As inscrições devem ser feitas até 16 de setembro de 2016 unicamente pelos correios, sendo a data limite para postagem o dia do término das inscrições. O resultado final será publicado no próximo dia 11 de outubro no Diário Oficial do Estado e no site da Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas (Diteal), onde também é possível conferir o edital, a ficha de inscrição, o endereço para envio das propostas, a lista de documentos necessários e a planta baixa da galeria.  

O melhor de tudo é que a galeria está aberta a receber propostas nas mais diversas modalidades, como criações digitais, desenho, escultura, fotografia, pintura, poesia visual, vídeo-arte, colagem, instalação, performance, body art, entre outras manifestações híbridas.

Agora é só colocar a mão na massa! As inscrições em ambas as galerias são gratuitas. Prometo que até o fim de ano apareço nas duas galerias pra contemplar o trabalho de vocês. Boa sorte! ;-)