Pigmum

arte e outros riscos

Fotógrafa recria universo dourado de Gustav Klimt

Olha só o que eu achei nas minhas andanças pela internet. A fotógrafa Inge Prader, lá da Áustria, recriou em carne e osso (e com alguma ajudinha digital, para dar ~aquele~ acabamento) o universo dourado de Gustav Klimt, um dos mais notáveis artistas austríacos dos séculos XIX e XX.

  Uma das imagens produzidas pela fotógrafa Inge Prader

Uma das imagens produzidas pela fotógrafa Inge Prader

O motivo é nobre: as imagens compõem o livro Style Bible, do Life Ball 2015, um evento em prol da luta contra à AIDS e que acontece anualmente em Viena, capital da Áustria. A fotógrafa reproduziu a atmosfera ousada e erótica de Klimt, principalmente de sua fase dourada e cheia de detalhes geométricos. Algumas das pinturas mais icônicas do artista foram representadas, como ‘Friso de Beethoven’ (1902), Danaë (1907) e ‘Morte e Vida’ (1916). Confira:

‘Morte e Vida’:

 ‘Morte e Vida’  (1916), de Gustav Klimt

‘Morte e Vida’ (1916), de Gustav Klimt

 'Morte e Vida',  da autoria de Inge Prader

'Morte e Vida', da autoria de Inge Prader

Danaë:

 'Danaë' (1907), de Gustav Klimt

'Danaë' (1907), de Gustav Klimt

  A versão de  'Danaë'  de Inge Prader

A versão de 'Danaë' de Inge Prader

‘Friso de Beethoven’:

  Detalhe de  'Friso de Bethoven'  (1902)  , de Gustav Klimt

Detalhe de 'Friso de Bethoven' (1902), de Gustav Klimt

  A versão de Inge Prader para este detalhe de  'Friso de Bethoven'

A versão de Inge Prader para este detalhe de 'Friso de Bethoven'

  Outro detalhe de  'Friso de Bethoven'  (1902)  , de Gustav Klimt

Outro detalhe de 'Friso de Bethoven' (1902), de Gustav Klimt

  Mais uma imagem de Inge Prader para  'Friso de Bethoven'

Mais uma imagem de Inge Prader para 'Friso de Bethoven'

  Mais um detalhe de  'Friso de Bethoven'  (1902)  , de Gustav Klimt

Mais um detalhe de 'Friso de Bethoven' (1902), de Gustav Klimt

  Outro trabalho fotográfico de Inge Prader

Outro trabalho fotográfico de Inge Prader

'Medicina':

  Hygieia, em detalhe da obra  'Medicina' , de Gustav Klimt

Hygieia, em detalhe da obra 'Medicina', de Gustav Klimt

  Aqui a versão de Inge Prader para  'Medicina'

Aqui a versão de Inge Prader para 'Medicina'

Acesse o Style Bible 2015 na íntegra na página oficial do livro.

Gustav Klimt e seu legado

Você provavelmente conhece Gustav Klimt a partir da obra ‘O Beijo’ (1908), de longe uma das pinturas mais reproduzidas do artista.

 'O Beijo'  (1908), de Gustav Klimt

'O Beijo' (1908), de Gustav Klimt

Klimt é reconhecido como um pintor de estilo simbolista e foi um dos fundadores do movimento Secessão de Viena, que recusava a tradição acadêmica nas artes. Em sua fase dourada, Klimt incorporou folhas de ouro em suas pinturas, ampliando a sensação de preciosidade de seus quadros.

Recentemente, Klimt foi parar nos cinemas no filme ‘A Dama Dourada’ (2014, direção de Simon Curtis), estrelado por Helen Mirren. Baseado em fatos reais, o filme narra a história de Maria Altmann, que em 1999 entrou em batalha judicial para ter de volta o quadro ‘Retrato de Adele Bloch-Bauer I’, de autoria de Klimt.

  ‘Retrato de Adele Bloch-Bauer I’  (1907), de Gustav Klimt

‘Retrato de Adele Bloch-Bauer I’ (1907), de Gustav Klimt

A pintura, também conhecida como a Monalisa da Áustria, é na verdade um retrato da tia de Altmann, que foi roubado pelas forças nazistas em 1938, um pouco antes do início da Segunda Guerra Mundial. Vale a pena ver o filme. Olha aí o trailer:

E o melhor é que o filme está disponível no Netflix. ;)

Klimt é um dos artistas que eu mais gosto e o trabalho de Inge Prader está impecável, vocês vão ter que reconhecer.