Pigmum

arte e outros riscos

5 imagens pintadas com urgência juvenil

Em algum momento, lá pelos meus 13 anos, decidi que começaria a pintar. Fui ao Centro de Maceió depois da escola e comprei algumas bisnagas de tinta, sem nenhuma orientação, nem mesmo de Magda, minha professora de Artes do Colégio de São José.

A compra foi feita por impulso, praticamente obedecendo a um chamado. Minha relação com a arte sempre foi meio religiosa: devoção cega, por vezes banhada em culpa, remorso e arrependimento. Mas que no fim, inexplicavelmente, sempre satisfaz.

  1.  Labirinto  (2001, óleo sobre papel)

1. Labirinto (2001, óleo sobre papel)

Na verdade, não contei a ninguém que faria aquilo, nem mesmo perguntei à professora sobre o que deveria comprar. Não busquei informação. Não havia o Google. E não lembrei da aula sobre as cores primárias.

  2.  Gema do Espaço  (2001, óleo sobre papel)

2. Gema do Espaço (2001, óleo sobre papel)

Na loja, aquele sentimento de ‘quero pintar, mas não sei o que devo levar’. Acabei levando o azul, o amarelo, o verde, o laranja e o roxo. O roxo! O que eu faria com o roxo, gente? Não comprei nem vermelho e nem preto! Tinta a óleo. Gato Preto. A moça do balcão falou que era o tipo certo para pintar quadros. Eu não sabia a diferença.

  3.  Caminho de Tijolos Coloridos  (2001, óleo sobre papel)

3. Caminho de Tijolos Coloridos (2001, óleo sobre papel)

Próximo dali, numa papelaria, comprei um bloco de papel A3 e duas telas pequenas. Transformei a área livre do meu quarto em ateliê e estraguei as telas. Eu não sabia pintar! E foi frustrante descobrir que eu não conseguia dar forma às imagens que vinham à minha cabeça. O pincel não me obedecia. Provavelmente não estava usando os pincéis adequados.

  4.  Lombrigas  (2001, óleo sobre papel)

4. Lombrigas (2001, óleo sobre papel)

Quando finalmente faltou paciência para continuar tentando o caminho figurativo, chutei o balde e investi no aleatório, no abstrato, no intuitivo. Eis o resultado: 4 imagens pintadas com urgência juvenil, a óleo sobre papel, e uma quinta imagem seguindo a mesma linha, quando tentei voltar a pintar poucos anos depois.

*Os títulos das pinturas são de 2001/2005.
  5.  Transbordância  (2005, óleo sobre papel)

5. Transbordância (2005, óleo sobre papel)