Pigmum

arte e outros riscos

5 exposições de arte para quem vai viajar pela América do Sul nas férias de julho

As férias de julho estão aí e é tempo de viajar! E já que o recesso de meio de ano acaba sendo mais curto (assim como a grana, em plena crise financeira), nem sempre dá pra fazer aquele tour dos sonhos pelas pirâmides do Egito ou pelos museus da Europa. Por isso, muita gente prefere aproveitar o inverno curtindo o friozinho em um dos países da América do Sul, o que também acaba sendo uma experiência bastante enriquecedora e mais ace$$ível.

Pra te ajudar na programação cultural do seu rolé, o Pigmum selecionou 5 exposições de arte imperdíveis, em cartaz nas capitais sul-americanas preferidas dos brasileiros. Então já vá treinando seu portuñol e boa viagem!


Bogotá - Colômbia

  Um homem contempla a obra do fotógrafo Cartier-Bresson. Fotografia: Mikael Moreira

Um homem contempla a obra do fotógrafo Cartier-Bresson. Fotografia: Mikael Moreira

Se você estiver na capital colombiana o bairro histórico La Candelaria é passagem obrigatória! E entre tantos museus e igrejas do local, está o Museu de Arte Miguel Urrutia (MAMU), que atualmente recebe a primeira exposição do fotógrafo francês Henri Cartier-Bresson em território colombiano. São mais de 130 imagens, produzidas entre 1926 e 1979, que refletem a evolução do trabalho deste homem que é considerado o pai do fotojornalismo moderno. Cartier-Bresson percorreu o mundo com sua câmera e retratou como poucos o século XX. A exposição integra as atividades do ano Colômbia-França 2017.

  Um instante parisiense capturado pela câmera de Cartier-Bresson

Um instante parisiense capturado pela câmera de Cartier-Bresson

  A sede  do MAMU, integrante do Museu Banco de La República

A sede  do MAMU, integrante do Museu Banco de La República

  Nacho Aguirre, Santa Clara, México (1934). Fotografia: Cartier-Bresson

Nacho Aguirre, Santa Clara, México (1934). Fotografia: Cartier-Bresson

Exposição: Henri Cartier-Bresson Fotógrafo
Artista: Henri Cartier-Bresson
Até 28 de agosto, de segunda a sábado, das 9h às 18h30 e aos domingos e feriados, das 10h às 16h30. Fechado às terças-feiras.
Local: Museu de Arte Miguel Urrutia (MAMU)
Endereço: Calle 11, #4 - 14, La Candelaria. Bogotá – Colômbia. (Museu Banco de La República)
Entrada gratuita.

SERVIÇO:


Buenos Aires - Argentina

  À esquerda:  'Apaporu' , de Tarsila do Amaral. O quadro símbolo da arte moderna brasileira pertence ao acervo permanente do Malba e está em cartaz na exposição ' Verboamérica'

À esquerda: 'Apaporu', de Tarsila do Amaral. O quadro símbolo da arte moderna brasileira pertence ao acervo permanente do Malba e está em cartaz na exposição 'Verboamérica'

Para celebrar seu 15º aniversário, o Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires (Malba) montou uma exposição especial com obras de sua coleção permanente. A mostra rompe com a linha cronológica clássica da história da arte e propõe uma reorganização da arte latino-americana com base em 8 núcleos temáticos. São 170 obras de diferentes períodos históricos que se aprofundam em questões fundamentais à experiência artística na América Latina, como a antropofagia, o indigenismo, a negritude e o neoconcretismo. No acervo, o visitante vai encontrar obras de Frida Kahlo, Antonio Berni, Di Cavalcanti e o clássico ‘Abaporu’, de Tarsila do Amaral.

  Entrada da exposição  'Verboamérica'

Entrada da exposição 'Verboamérica'

  O Malba possui um acervo diversificado de arte latino-americana

O Malba possui um acervo diversificado de arte latino-americana

  As obras mais conhecidas do artista argentino Antonio Berni também fazem parte do acervo e estão em exibição

As obras mais conhecidas do artista argentino Antonio Berni também fazem parte do acervo e estão em exibição

Exposição: Verboamérica – Colección Malba
Artista: Coletiva
Exposição de longa duração, de quinta a segunda-feira, das 12h às 20h e às quartas-feiras, das 12h às 21h. Fechado às terças-feiras.
Local: Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires (Malba)
Endereço: Av. Figueroa Alcorta, 3415, Palermo. Buenos Aires - Argentina.
Entrada: $100 (R$ 18,92)

SERVIÇO:


Lima - Peru

  Obras em cerâmica da cultura Nazca

Obras em cerâmica da cultura Nazca

Em 1927, o arqueólogo Paul Kosok sobrevoou a região de Nazca, no Peru, e descobriu gigantescas imagens traçadas sobre aquele território desértico. Desde então, a cultura da civilização pré-hispânica que ocupava essa localidade cerca de 1.500 anos atrás tem levantado a curiosidade do mundo todo. Agora, numa parceria com o Museu Rietberg, da Suíça, o Museu de Arte de Lima apresenta a maior exposição já dedicada à essa civilização, com uma coleção de 300 peças, entre cerâmica, tecido e objetos de metal. A exposição conta ainda com recursos tecnológicos, como vídeos, projeções, animações, mapping, composições musicais e simulação 3D.

  Peça em tecido da cultura Nazca

Peça em tecido da cultura Nazca

  A fachada do Museu de Arte de Lima, em estilo neoclássico

A fachada do Museu de Arte de Lima, em estilo neoclássico

  O interior do museu

O interior do museu

  A cultura Nazca segue despertando a curiosidade até hoje

A cultura Nazca segue despertando a curiosidade até hoje

Nasca - MALI

Exposição: Nasca
Curadoria: Cecilia Pardo (MALI) e Peter Fux (Museu Rietberg)
Até 1º de outubro, de terça-feira a domingo, das 10h às 19h e aos sábados, das 10h às 17h.
Local: Museu de Arte de Lima (MALI)
Endereço: Paseo Colón, 125, Parque de la Exposición. Lima – Peru.
Entrada: S/ 30 (R$ 29,53) 

SERVIÇO:
 


Montevidéu - Uruguai

  Visitantes em uma das salas do MNAV

Visitantes em uma das salas do MNAV

Se você quer conhecer a fundo a produção artística uruguaia, então o Museu Nacional de Artes Visuais (MNAV) de Montevidéu é o lugar certo. O museu conta com a coleção mais importante e representativa do patrimônio artístico do país, com mais de 6 mil obras de arte, desde as últimas décadas do século XIX até nossos dias. Nessa exposição de longa duração, o visitante vai encontrar um recorte desse acervo e tem acesso a diferentes momentos da formação da arte uruguaia, com raízes na tradição europeia.

  Entrada do MNAV, no Parque Rodó

Entrada do MNAV, no Parque Rodó

  Obras do acervo permanente do museu

Obras do acervo permanente do museu

 'Recreo'  (1924), óleo sobre tela de Petrona Viera

'Recreo' (1924), óleo sobre tela de Petrona Viera

 'Pintura Construtivista'  (1929), de Joaquín Torres García

'Pintura Construtivista' (1929), de Joaquín Torres García

Exposição: Colección MNAV
Artista: Coletiva
Até 31 de dezembro, de terça-feira a domingo, das 14h às 19h.
Local: Museu Nacional de Artes Visuais (MNAV)
Endereço: Tomás Giribaldi, 2283, esq. Julio Herrera y Reissig, Parque Rodó. Montevidéu – Uruguai.
Entrada gratuita.

SERVIÇO:


Santiago - Chile

  Símbolos de grupos extremistas da América do Sul em exposição no MAVI

Símbolos de grupos extremistas da América do Sul em exposição no MAVI

O artista chileno Arturo Duclos ocupa o Museu de Artes Visuais (MAVI) de Santiago e a Plaza Mulato Gil de Castro com uma grande exposição que explora o sentido político das utopias, contrastando os ideais dos diferentes grupos revolucionários da América Latina no século XX. O artista, que já tem mais de 30 anos de carreira, exibe pinturas, desenhos, esculturas, instalação e vídeo em um total de 5 áreas temáticas. As obras revisitam o espírito de luta de grupos que impuseram suas convicções principalmente através da força armada e do terrorismo, como Tupamaros (Uruguai), FARC (Colômbia), EZLN (México), FPMR (Chile), MRTA (Peru) e Movimiento 26 de Julio (Cuba).

  Escultura de Arturo Duclos

Escultura de Arturo Duclos

  A proposta do artista explora linguagens artísticas variadas como a instalação

A proposta do artista explora linguagens artísticas variadas como a instalação

  O artista faz um contraponto entre os diferentes grupos guerrilheiros que surgiram na América Latina ao longo do século XX

O artista faz um contraponto entre os diferentes grupos guerrilheiros que surgiram na América Latina ao longo do século XX

Exposição: El fantasma de la utopia
Artista: Arturo Duclos
Até 20 de agosto, de terça-feira a domingo, das 11h às 18h30
Local: Museu de Artes Visuais (MAVI)
Endereço: Calle José Victorino Lastarria, 307, Plaza Mulato Gil De Castro. Santiago – Chile.
Entrada gratuita.

SERVIÇO:


Bônus: São Paulo - Brasil

  MASP abriga a maior exposição já feita no Brasil sobre o artista francês Toulouse-Lautrec

MASP abriga a maior exposição já feita no Brasil sobre o artista francês Toulouse-Lautrec

E pra quem vai viajar por aqui mesmo, a dica é ir até São Paulo-SP e conferir a maior exposição já feita no Brasil sobre a obra do francês Toulouse-Lautrec, um dos mais importantes artistas europeus da virada do século XIX para o século XX, decisivo para a arte moderna e um dos pioneiros do design gráfico e do uso de cartaz para a publicidade. São 75 obras e 50 documentos que retratam personagens burgueses, boêmios, trabalhadores, dançarinas e artistas que conviviam em Paris e que fizeram parte do círculo afetivo e artístico do artista. Mais uma grande exposição do Museu de Arte de São Paulo (MASP), que já vale a visita só pela sua importância arquitetônica.

  Um dos cartazes mais famosos de Toulouse-Lautrec

Um dos cartazes mais famosos de Toulouse-Lautrec

  Visitantes contemplam obra de Toulouse-Lautrec no MASP

Visitantes contemplam obra de Toulouse-Lautrec no MASP

  Fachada do MASP, símbolo de São Paulo

Fachada do MASP, símbolo de São Paulo

Exposição: Toulouse-Lautrec em Vermelho
Artista: Henri de Toulouse-Lautrec
Até 1º de outubro, de segunda-feira a domingo, das 10h às 18h e nas quintas-feiras, das 10h às 20h
Local: Museu de Arte de São Paulo (MASP)
Endereço: Av. Paulista, 1578, Bela Vista. São Paulo – Brasil.
Entrada: R$ 30 e R$ 15 (estudantes, professores e maiores de 60 anos)
 

SERVIÇO: