Pigmum

arte e outros riscos

ENTREVISTA | Márcia e Amanda Bones falam sobre o Leilão de Artes do Enquanto Seu Lobo Não Vem

Neste sábado (12), vai acontecer um leilão de artes em Natal, com lances iniciais de R$ 1,99. A ideia principal é repensar nossa relação com as obras de arte e seu valor como mercadoria, mas claro que será também uma grande celebração às artes (e com muita música e bom humor).

Eu já contei essa história aqui no blog, mas essa semana eu fui até o restaurante Enquanto Seu Lobo Não Vem e conversei com as meninas que estão à frente do projeto, Márcia Bones e Amanda Bones, mãe e filha que estão trazendo mais uma vez essa iniciativa diferente para a capital potiguar. Confira:

  Mãe e filha, Márcia e Amanda Bones estão à frente do Enquanto Seu Lobo Não Vem e do Leilão de Artes de R$ 1,99

Mãe e filha, Márcia e Amanda Bones estão à frente do Enquanto Seu Lobo Não Vem e do Leilão de Artes de R$ 1,99

Pigmum: Como foi que surgiu a ideia de trazer esse Leilão de Artes para Natal?

Amanda: A gente é de Belo Horizonte e lá tem um coletivo que se chama Piolho Nababo, com uma galeria de arte, sempre com exposições. Mas elas são sobrepostas, quer dizer, pra entrar uma nova exposição, a anterior não precisa sair. Aí eles fazem um leilão uma ou duas vezes por ano, porque a galeria acumula muitas obras. Então eu fui num desses leilões e fiquei encantada, porque eram leiloadas as coisas mais malucas, desde arte contemporânea, passando por uma arte mais clássica, até desenhos de crianças. Eu achei incrível aquilo e quis reproduzir um pouco daquela sensação aqui.

  Filipe Marcus foi quem caprichou na arte de divulgação do evento. Tá de parabéns!

Filipe Marcus foi quem caprichou na arte de divulgação do evento. Tá de parabéns!

Pigmum: Será a segunda vez que vocês promovem o leilão. Como foi a primeira experiência e qual é a expectativa para esse ano?

Amanda: Fizemos a primeira edição em 2014 e foi muito legal. A gente ficou amigo de muita gente por causa do leilão e esse ano estamos vendo muitas pessoas que foram em 2014 interessadas em participar da nova edição, assim como muita gente que nem conhecia o espaço, que nem sabia o que era direito. É legal ter essa troca.

Pigmum: Os artistas tiveram aí um bom período para inscreverem as obras deles. No total, vocês esperam a participação de quantos artistas?

Amanda: Esperamos mais ou menos 40 artistas. Entre 30 e 40 artistas participando e com mais de uma obra. Naquele ano, inclusive, a gente não conseguiu leiloar tudo. Foram 36 artistas, mas um total de mais de 100 obras inscritas. É muita coisa.

Pigmum: Em 2014, vocês chamaram o pessoal da Trupa Trupe pra fazer o papel de leiloeiro, o responsável por apresentar as obras ao público e fazer aquela clássica pergunta: ‘Quem dá mais?!’. Esse ano vocês escolheram o Raphael Dumaresq, que teve uma boa repercussão no final do ano passado com o vídeo satírico ‘Amor com o bumbum’. Como se deu essa escolha?

Márcia: O Raphael veio aqui no Karaokê, um evento da gente. De repente, virou a estrela da noite. No dia, ele pediu pra fazer um playback do vídeo da banda dele e quando passou a gente pensou: ‘Nossa, esse cara é demais!’. Aí outro dia, também no Karaokê, ele veio de novo. Depois convidamos ele e os meninos da banda pra fazerem uma discotecagem. Essa escolha pro leilão foi feita porque ele é muito divertido, uma pessoa carismática e a gente acha que ele vai ser um excelente leiloeiro. Porque a ideia é que o leiloeiro seja uma pessoa que não seja o estereótipo de um leiloeiro comum, que geralmente é mais formal. Eu acho que eu não conheço outra pessoa com tanta presença de palco como ele, com o astral lá em cima. Vai ser uma atração à parte, até porque deixaremos tudo muito livre, não tem um script a seguir. Ele só precisa ser ele mesmo.

  Raphael e os meninos da banda Raphael and The Dumaresqs

Raphael e os meninos da banda Raphael and The Dumaresqs

rapahelandthedumaresqs

Pigmum: Vocês estão em Natal há 5 anos, então já estão por dentro do ritmo da cidade. Como é que vocês enxergam a cena cultural de Natal atualmente?

Márcia: A gente começou a se envolver mais por causa do restaurante, mas temos opiniões diferentes sobre isso. Às vezes falo pra Amanda que nos últimos 5 anos a cena cultural daqui mudou muito. Eu acho que Natal cresceu muito culturalmente, mas a Amanda já acha que é porque a gente não tinha muito contato e não se envolvia tanto antes. Mas eu acho que tem muita coisa boa em Natal, independente se já tinha ou não. O importante é que hoje tem. Tanto é que nossos artistas estão viajando, indo pra fora, fazendo turnê, ganhando festivais... O pessoal do audiovisual, do cinema, vem ganhando prêmios e participando de festivais e isso incentiva quem tá aqui, quem tá começando.

seulobo1

Pigmum: Vocês acham que o Enquanto Seu Lobo Não Vem contribui pra dar um up! Nessa cena cultural? Como é a relação do restaurante com a cultura local?

  Segundo Márcia, o Seu Lobo também é um espaço aberto às artes

Segundo Márcia, o Seu Lobo também é um espaço aberto às artes

Márcia: A gente tenta, mas na verdade temos um papel mais receptivo do que de produtor. Porque nós somos um restaurante. A gente não vai atrás de incentivo cultural. A gente recebe. É um espaço aberto, que as pessoas chegam e se sentem à vontade. Sempre tivemos espaço para quem quer mostrar seu trabalho. Temos o papel de acolher e não de produzir. Outras pessoas bem bacanas da cidade fazem isso, como a Haylene Dantas, por exemplo, o pessoal da EcoPraça, só pra citar alguns. São pessoas que estão sempre buscando, correndo atrás e a gente sempre teve um papel de apoio. Sempre que a gente pode apoiar, a gente apoia. A gente já apoiou festival de teatro, apoiamos o Goiamum de cinema, apoiamos festival de jazz... Então, a gente é mais um apoiador e acolhemos a demanda, a ideia do Leilão de Arte é bem isso.

A gente percebe que as pessoas nos procuram muito. Todo dia recebemos propostas e eu sinto que as pessoas se sentem à vontade e sabem que o espaço está aberto e é até interessante dizer isso, porque nossa relação com o artista sempre foi transparente. A gente nunca cobrou de ninguém para expor, nunca cobrou pelo espaço e tudo que se vende do artista fica 100% com o artista, como vai acontecer no leilão. A gente quer que a arte venha pra cá!

Pigmum: Além do leilão, quais são as outras iniciativas que o Seu Lobo encabeça?  

Márcia: Bem, as exposições são frequentes e não têm uma data fixa, não existe uma periodicidade, vai depender do que tá rolando. Isso é constante. Toda quarta-feira temos o projeto Quarta do Vinil. Temos uma vitrola e vários vinis, aí toda quarta a gente põe a vitrola lá fora e pede para que as pessoas vão lá e sejam os DJs da noite. Vem um público bem diverso, que acha a ideia legal, traz amigos... Fora isso, uma vez por mês a gente tem feito um Karaokê, que é muito divertido. Música ao vivo tem praticamente toda semana, com algum artista da cidade se apresentando na varanda. Já tivemos Luisa Guedes, Clara Pinheiro, Mahmed e agora teremos Skarimbó e Joseph Little Drop tocando também no Leilão.

  O projeto Quarta do Vinil movimenta o restaurante toda semana e atrai diferentes públicos

O projeto Quarta do Vinil movimenta o restaurante toda semana e atrai diferentes públicos

Pigmum: Hora das últimas palavras! Que recado vocês têm para o público deste sábado?

Márcia: Eu espero que seja uma grande festa, uma grande confraternização, porque a ideia é essa mesmo, colocar todo mundo junto e ter amigo comprando de amigo, artista comprando de artista... Um ambiente onde tá todo mundo no mesmo clima. É uma brincadeira, claro que todo mundo vai querer vender suas obras, mas nosso objetivo principal é o prazer de ver a arte circulando.

Amanda: Espero fazer novos amigos, conhecer novos artistas e, claro, comprar alguma coisa bem legal pra levar pra casa.

  As bandas  Skarimbó  e  Joseph Little Drop  também se apresentarão no Leilão de Artes do Seu Lobo

As bandas Skarimbó e Joseph Little Drop também se apresentarão no Leilão de Artes do Seu Lobo

josephlittledrop

Além do Leilão, vai rolar também apresentações musicais das bandas Skarimbó e Joseph Little Drop, por isso, o horário do evento foi alterado e começará agora às 16h. Portanto, se ligue aí nas mudanças, pra não perder nada. Vai ser o esquenta do sábado. 


Leilão de Artes do Seu Lobo
12 de março (sábado), às 16h, no Enquanto Seu Lobo Não Vem (Av. Afonso Pena, 483, Petrópolis. Natal - Rio Grande do Norte. Telefone: (84) 3025-4884). Entrada franca.
Confirme presença no evento no Facebook

SERVIÇO: