Pigmum

arte e outros riscos

Você sabe por que 8 de maio é o Dia do Artista Plástico Brasileiro?

A resposta tem nome e sobrenome: Almeida Júnior, um dos artistas brasileiros fundamentais do século XIX.

 'O Descanso do Modelo'  (1882)

'O Descanso do Modelo' (1882)

Nascido em 8 de maio de 1850, em Itu (SP), Almeida Júnior desde cedo revelou inclinação às artes. Aos 19 anos, entrou para a Academia Imperial de Belas Artes, no Rio de Janeiro e, em 1876, recebeu uma bolsa de estudos do Imperador Dom Pedro II para aperfeiçoar seus conhecimentos em Paris! Foi lá que o artista foi influenciado pelo realismo francês de Gustave Courbet.

  Os autorretratos de Almeida Júnior e de Gustave Courbet, respectivamente

Os autorretratos de Almeida Júnior e de Gustave Courbet, respectivamente

Gustave Courbet

De volta ao Brasil, Almeida Júnior foi um dos primeiros artistas do país a retratar a vida simples do homem do campo, explorando a temática regional para dar vida à sua própria pintura realista. Entre seus quadros mais conhecidos estão ‘O Derrubador Brasileiro’ (1879), ‘O Violeiro’ (1899), ‘Leitura’ (1892) e ‘Caipira Picando Fumo’ (1893).

 'O Derrubador Brasileiro'  (1879)

'O Derrubador Brasileiro' (1879)

 'O Violeiro'  (1899)

'O Violeiro' (1899)

 'Leitura'  (1892)

'Leitura' (1892)

 ‘Caipira Picando Fumo’  (1893)

‘Caipira Picando Fumo’ (1893)

Mas a arte de Almeida Júnior não se resume aos temas regionalistas. Ele também pintou outros personagens anônimos, como ‘Moça com Livro’ (1879), além de cenas bíblicas e históricas.

 'Moça com Livro'  (1879)

'Moça com Livro' (1879)

 'Fuga para o Egito'  (1881)

'Fuga para o Egito' (1881)

 'Batismo de Jesus'  (1895)

'Batismo de Jesus' (1895)

 'A Partida da Monção'  (1897)

'A Partida da Monção' (1897)

Ao todo, o pintor produziu cerca de 300 obras e viveu o auge de sua carreira na década de 1890. Infelizmente, foi assassinado em 1899, aos 49 anos, após ser apunhalado pelo seu primo José de Almeida Sampaio. O motivo? Durante anos, Almeida Júnior teria vivido um relacionamento amoroso com a esposa de seu primo, que não gostou nadinha de descobrir o caso dos dois. Fofocas à parte, o fato é que o Brasil perdeu precocemente um de seus maiores artistas. =(

 'Caipiras Negaceando'  (1888)

'Caipiras Negaceando' (1888)

 'Amolação Interrompida'  (1894)

'Amolação Interrompida' (1894)

Aí no centenário do artista, em 1950, Almeida Júnior foi homenageado. Foi assim que o dia de seu nascimento tornou-se o Dia do Artista Plástico Brasileiro. =)

 'Saudade'  (1899)

'Saudade' (1899)

 'Recado Difícil'  (1895)

'Recado Difícil' (1895)

Parabéns, artistas do Brasil!