Pigmum

arte e outros riscos

Há exatamente 100 anos, morria o artista Egon Schiele, vítima da pandemia de gripe espanhola

Foi no dia 31 de outubro de 1918 que o mundo da arte perdia precocemente um dos principais nomes do movimento expressionista, o austríaco Egon Schile. Com apenas 28 anos, o artista foi mais uma vítima da gripe espanhola, pandemia que matou milhões de pessoas no mundo todo naquele ano. Três dias antes, Schiele havia perdido sua esposa, Edith Harms, grávida de seis meses, também vítima da mesma doença.

Para marcar a data, o Pigmum selecionou 25 obras do artista, que deixam claro que sua expressividade poética continua viva mesmo 100 anos depois. Confira:

Mulher sentada com joelho dobrado Egon Schiele
Nude Self-Portrait, Grimacing Egon Schiele

Os efeitos das mazelas do corpo e da alma parecem ser elementos de composição constantes em grande parte das principais obras do artista, que também perdera o pai para outra doença, a sífilis, quando tinha apenas 15 anos. Pode-se dizer que o tema da dor se manifesta principalmente na expressividade dos traços que perturbam e distorcem os contornos dos corpos representados, mas também aparece nas cores pálidas e na apatia das feições dos rostos.  

Egon Schiele O Abraço
Death and the Maiden 1915 Egon Schiele
The Family Egon Schiele

A negação ao pudico e o entendimento do sujo, do errante e do moralmente repulsivo como fatos ordinários da vida cotidiana também são outros temas que atravessam a obra de Egon Schiele, que teve uma vida bastante controversa, apesar de breve. Chegou inclusive a ser preso por 24 dias, acusado de seduzir uma jovem menor de idade e de propagar material considerado pornográfico. Sem dúvida, a sexualidade também era uma questão que interessava ao artista, assim como a androgenia.

Egon Schiele Reclining Woman 1917
Egon Schiele Female Lovers, 1915
Egon Schiele - Kneeling Girl, Resting on Both Elbows 1917
Egon Schiele reclining woman

Egon Schiele é filho de uma família humilde e iniciou sua carreira após a morte do pai, ainda na adolescência. Estudou desenho e pintura na Escola de Belas Artes de Viena, mas a insatisfação com o conservadorismo da instituição só crescia, o que fez o jovem artista abandonar os estudos e desenvolver seu próprio caminho estético, tendo como influência também outro grande artista austríaco: Gustav Klimt.

Egon Schiele - Mother and Child 1914.jpg
Egon Schiele - Standing Male Nude with a Red Loincloth 1914.jpg

Quando Schiele rompe com o conservadorismo de sua escola, ele rompe na verdade com uma tradição formal e temática que historicamente tende a buscar a exaltação de virtudes e a esconder incômodos indesejáveis, principalmente de ordem social. Schiele é justamente aquele artista que vai escandalizar a sociedade de seu tempo expondo em um espaço privilegiado - o circuito expositivo da arte - uma nudez que vai além da nudez do corpo e que revela aquilo que se apresenta diante dos sujeitos de sua sociedade todos os dias, mas que esses mesmos sujeitos se negam a enxergar.

Egon Schiele - Self-Portrait with Physalis 1912
14 - Self-Portrait with Striped Shirt 1910.jpg
Egon Schiele - self-portrait-with-hands-on-chest-1910.

Corpos dissonantes, esguios, pálidos, potencialmente enfermos, devastados por impactos de toda ordem e tão distantes do ideal de beleza consolidado na tradição artística. Como reagir diante da imagem de corpos que se aproximam tanto dos corpos de quem vê e que, por isso mesmo, se fazem mais nus e mais incômodos do que o normal?

13 - Seated Male Nude (Self-Portrait).jpg
Egon Schiele - Nude with Blue Stockings, Bending Forward 1912
Egon Schiele - Standing Nude with Orange Drapery

São esses corpos constantemente apagados, negados ou indesejados que Schiele escancara à sociedade, que 100 anos depois ainda parece não saber lidar muito bem com seus próprios corpos nus – do jeitinho que eles são: cheios de pelos, odores, inconstâncias e assimetrias. As imagens 'distorcidas' de Schiele foram um incômodo à sociedade de seu tempo e ainda podem incomodar porque são como um espelho, ou melhor, talvez sejam como uma foto sem filtro no Instagram, fazendo questão de ressaltar marcas inegáveis.

Egon Schiele - House with a Bay Window in the Garden 1907 - Impressionismo
Egon Schiele - Trees Mirrored in a Pond 1907 impressionismo
Egon Schiele - portrait-of-the-painter-anton-peschka-1909 art neuveau
Egon Schiele - Setting Sun 1913
Egon Schiele - house-with-drying-laundry-1917
21 - Levitation (The Blind II) 1915.jpg
Egon Schiele - Standing Girl 1908-1909
Egon Schiele - Self-Portrait with Raised Bare Shoulder 1912